Manila: Um rápido passeio pela histórica capital das Filipinas

Formada por um arquipélago de 7.641 ilhas, as Filipinas são um destino de praias completamente paradisíacas, então você fica se perguntando por que perder tempo na capital?

Manila virou uma megalópole de quase 13 milhões de habitantes e engloba outras 16 cidades ao entorno: Quezon, Makati, Mandaluyong, Caloocan, Las Piñas, Malabon, Marikina, Muntinlupa, Navotas, Parañaque, Pasay, Pasig, San Juan, Taguig, Valenzuela e Pateros. Todas essas cidades reunidas forma uma das maiores regiões metropolitanas do mundo, que tem até nome pra isso: Metro Manila.

Sobrevoando a Grande Manila. Região de Las Piñas

Pelas minhas pesquisas muitos turistas riscam Manila do roteiro e vai direto para as praias. Mas não faça isso! A capital Filipina tem muito a oferecer: além de excelentes locais para compras de artesanatos e pérolas, tem também bons museus, pôr do sol maravilhoso à margem da baía, parques agradáveis, bairros interessantíssimos como, por exemplo, a mais antiga Chinatown do mundo (fora da China) ou Intramuros, uma antiga cidade amuralhada onde ainda existe resquícios da colonização espanhola com imponentes catedrais, fortificações e palácios.

Parte das muralhas de Intramuros, Manila, Filipinas

Quantos dias ficar em Manila

Nossa experiência foi muito intensa! Eu sabia que uma noite seria super corrido, mas o que eu não imaginava é que eu levaria 2 horas (sem exagero) para chegar do aeroporto ao hotel. Pelo mapa são só 10 km, e isso daria cerca de 30 minutos, no máximo. Mas nós nos desencontramos do motorista, então perdemos mais tempo do que gostaríamos. Então a dica é ficar pelo menos uma noite a mais.

Localizando Manila

Manila fica no Noroeste das Filipinas, numa baía dentro da maior ilha do país, mais ao norte. A cidade se desenvolveu porque tem uma ótima posição estratégica e até hoje é no Porto daqui que chegam os enormes navios cheios de mercadorias. Afinal, o Porto é muitíssimo movimentado porque quase todos os produtos tem que chegar de barco ao país! Das desvantagens de se morar numa ilha.

Distância entre Manila e o vulcão Taal que começou a cuspir cinzas de uma hora pra outra quando estávamos no país.

COMO CHEGAR EM MANILA?

Nós viemos de avião, pelo Aeroporto Ninoy Aquino. Nesse texto aqui explico como chegar.

O QUE FAZER EM MANILA?

1. Intramuros

Intramuros é o centrinho histórico de Manila, onde a cidade nasceu, e vale muito a pena começar por aqui sua expedição na cidade. É localizada em uma baía, com excelente posição estratégica e sempre teve grande comércio marítimo.

Lua cheia em Intramuros, Manila, Filipinas

Bom, esse bairro tem esse nome porque fica dentro de uma interessante muralha, construída durante a colonização espanhola. Confesso que a região poderia estar melhor revitalizada, mas ainda assim a gente consegue ver a bonita arquitetura típica colonial.

Loja de café em casarão colonial em Intramuros, Manila, Filipinas

Não tive medo em nenhum momento de andar por aquelas ruas à noite, e foi muito tranquilo.

Crianças brincando em Intramuros, Manila, Filipinas
Manila é uma cidade de extremos. Pode ser caótica e espiritual, suja e divina, corajosa e linda ao mesmo tempo. Depende da forma que você olha pra cá.

E por aqui visitamos:

o Forte Santiago, numa rápida visita noturna.

Indico este local como o primeiro a ser visitado chegando em Intramuros. O Forte tem sua história profundamente ligada à história do país, sendo de uma riqueza cultural ímpar.

Ele é bem grande, com vários locais de interesse espalhados. Pegue um mapa ao lado da lojinha logo na entrada (inclusive ali também tem um mapa excelente de todo Intramuros) e não deixe de visitar todas as partes do forte.

O primeiro forte era uma simples estrutura de troncos de palmeiras com terra. E a maior parte foi destruída quando a cidade foi invadida por piratas chineses.

O Forte Santiago, juntamente com os muros fortificados originais de Intramuros, foram construídos em 1593 pelo navegador e governador espanhol Miguel López de Legazpi. As pedras usadas são de origem vulcânica, extraídas de vulcões da região. O forte recebeu esse nome porque São Tiago (Santiago em espanhol), é o santo padroeiro da Espanha.

Além disso, tornou-se-se o Forte principal do comércio de especiarias para as Américas e a Europa por 333 anos.

José Rizal, um dos heróis nacionais das Filipinas, foi preso aqui antes de sua execução em 1896.

E por aqui várias vidas foram perdidas em suas prisões durante o Império Espanhol e a Segunda Guerra Mundial. Detalhe que ainda tem (muitas) marcas de tiros da época da ocupação japonesa.

E por aqui ainda encontramos uma fonte de água que ficava colorida, e é claro que minha filha amou.

E a diferença dessa para as de Dubai e de Kuala Lumpur é que aqui ela conseguia se molhar, ficando entre os jatos d’água. Que bebê radical!

Tem que ter cuidado senão Neném molha demais.
Igreja de Santo Agostinho

Construída em estilo barroco, entre 1586 e 1606, durante a colonização espanhola nas Filipinas, é a igreja em pedra mais antiga do país. Em seu lado de fora preserva a arquitetura típica da época, apesar de ter sofrido muitos danos ao longo dos séculos com as guerras e terremotos, sendo sempre reconstruída.

Todos os objetos sacros expostos são muito valiosos, além do magnífico órgão, que ainda funciona. Seu interior é muito bonito e aqui está o túmulo do fundador de Manila (Miguel Lopez de Legazpi). Em seu anexo tem um museu e um mosteiro que não conseguimos visitar. Para entrar na igreja é gratuito, mas o Museu é pago. Fica situada na zona histórica ‘Intramuros’ e muito perto da Catedral da cidade. Vistamos próximo ao Natal e estava com singela decoração.

Igreja de São Agostinho, Manila, Filipinas
Catedral de Manila

Outra linda igreja em intramuros que só conseguimos ver por fora, porque já estava fechada ao fim do dia.

Avistando a Catedral de Manila

Foi construída em 1581, durante o período da colonização espanhola. Está situada numa bonita pracinha na parte histórica de ‘Intramuros’, perto do ‘Palácio do Governador e da igreja e museu de San Agostinho.

Ao longo dos séculos também foi destruída por terremotos e pela ocupação dos japoneses na 2ª guerra mundial, tendo sido sempre reconstruída. São quase 500 anos de história! Chamo a atenção para o órgão de tubo, um dos maiores do Extremo Oriente.

Sua entrada é gratuita.

ONDE DORMIR EM MANILA?

A maioria das pesquisas que eu fiz aconselhou a hospedagem em Makati City. Disseram que é a parte mais moderna, com muita infraestrutura e segurança. Cheguei até a reservar um hotel por aqui, mas depois cancelei, e não me arrependi. Talvez se eu tivesse mais tempo, ali seria uma boa decisão, pois Makati tem ótimas opções para sair à noite, com restaurantes, bares e bons shoppings.

No entanto, a minha prioridade era visitar Intramuros, então preferi me hospedar por aqui. Foi uma decisão muito acertada. Imagina, se eu tivesse ficado em Makati, eu levaria 2 horas pra chegar lá, e depois não sei mais quanto tempo para chegar a Intramuros. Eu perderia um tempo que eu não tinha.

Ao me hospedar em Intramuros, foi só largar as malas no hotel, descer do elevador e começar a fazer turismo!

Vendo as históricas Muralhas de Intramuros do nosso quarto de hotel. Bayleaf, Manila, Filipinas

Nosso hotel foi o excelente Bayleaf Intramuros e recomendo demais!

Pessoal super atencioso, a vista do meu quarto era linda, para as muralhas. Os quartos estavam muito limpos e eram confortáveis. O café da manhã era bom, com opções de alimentos ocidentais e asiáticos. Achei o preço um bom custo/benefício.

Uma dica legal é pegar o quarto com janela, pois pelas pesquisas existem quartos que não tem janela.

Foto em cima da Muralha, Intramuros, e ao fundo, Bayleaf Hotel

ONDE COMER EM MANILA?

Pesquisei onde comer pela região de Intramuros e queria muito ter ido ao Barbara’s Heritage Restaurant. De acordo com as informações o restaurante está localizado em um bonito casarão colonial histórico, e além da comida gostosa tem danças típicas.

Mas estávamos muito cansados, que preferimos jantar no nosso hotel. A comida estava muito boa e recomendo bastante.

Cerveja filipina e brusquetas de entrada

Outra coisa que não fizemos e fiquei completamente arrasada é não conseguir ir ao Shopping Greenhills. Esse shopping tem lindos produtos típicos do país, inclusive vende os famosas peças de pérolas de muitos produtores nacionais, possuindo excelentes preços.

Greenhills Mall: Ortigas Ave, San Juan, 1502 Metro Manila, Filipinas

NÃO SE ESQUEÇA DE CONTRATAR O SEGURO VIAGEM!

Faça uma cotação sem compromisso neste link que já inclui o cupom ELIZABETHWERNECK que garante o desconto de 5% na compra do seu seguro viagem!

Acompanhe minhas viagens em tempo real pelo Instagram >>@elizabethwerneck

Se você gosta das dicas do blog, ajude na sua manutenção, reservando seus hotéis e pousadas pelos links daqui. Isso não aumenta em nada o valor da sua reserva e gera um pequeno percentual revertido para o blog 😉

🛏 Pesquisando por hotel? Dê uma olhadinha no Booking.com! Você não paga nada a mais pela reserva, pode alterar e cancelar quando quiser, e ainda consegue os melhores preços.

Ásia Filipinas

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: