Anúncios

Escapada à San Gimignano: A Manhattan medieval italiana

Era uma vez uma vilazinha medieval no alto de uma colina na Toscana conhecida como San Gimignano.

Skyline de San Gimigniano

Os moradores daqui fizeram uma competição para saber quem era o mais rico entre todos, então eles começaram a construir casas com as torres cada vez mais altas. As torres medievais existiram por todos os cantos da Itália. Eram representações de poder, e a família que tinha a torre mais alta, era a mais poderosa e rica.

Ao todo foram construídas entre os séculos XI e XIII 72 casas-torre (algumas chegaram a ter 50 metros de altura), até que o governo decidiu acabar com a brincadeira e ordenou que as famílias estavam proibidas de fazer torres mais altas que a prefeitura. Então, no século 12, já existia uma cidade com um skyline no padrão das megalópoles de hoje em dia, cheia de arranha-céus. Atualmente a Manhattan medieval italiana só tem 14 casas-torre.

Tenho certeza que a Iara avistou um gatinho

Um pouco da história da cidade:

San Gimignano também já foi uma vila etrusca, (como outras cidades dessa região), e na época dos romanos, virou um castelo. O nome da cidade se deu em 450, quando o Bispo Geminianus, que era de Modena (outra cidade próxima), agiu para salvar o castelo de uma invasão, e assim, uma igreja foi construída em sua homenagem.

Vista dos lindos campos da Toscana

Com a localização bastante estratégica San Gimignano começou então a ser via de peregrinação entre o Vaticano e o Norte da Europa, a Via Francigena, e o Castelo ia crescendo e prosperando. Um bom exemplo desse poder todo foram as casas-torre, ditas anteriormente. Em 1199 já era independente e abundante, mas quando veio a peste negra mais da metade da população morreu, então a cidade perdeu força e foi anexada a Florença.

É importante dizer que a cidade atualmente consegue manter a atmosfera feudal, contém muitas obras de arte dos séculos XIV e XV e virou um patrimônio da humanidade pela UNESCO, tanto que recebe mais de três milhões de visitantes por ano.

Piazza della Cisterna

Nossa experiência:

Depois de sairmos de Siena rumamos a San Gimignano, e à noite pegaríamos o voo para o Brasil, então estávamos com todas as malas no carro. Pela estrada contornamos a Reserva Natural de Castel Vecchio, e vimos muita beleza! Essa cidade é parada obrigatória para quem está pela região.

Arredores de San Gimigniano

Chegamos lá, deixamos o carro em um dos estacionamentos fora das muralhas da cidade e seguimos a pé para o passeio. O estacionamento que deixamos o carro fica muito próximo da entrada, chamado P2.

Estacionamento

Quando chegamos próximo a cidade já dava pra avistar as torres medievais, dando um ar super imponente.

Circulando pelas ruelas da vila

Então aqui passeamos pelas ruas explorando a cidade. Na Piazza della Cisterna, experimentamos o gelato Dondoli, que já ganhou o título de melhor sorvete do mundo.

Sorvete sob o sol (rachando) da Toscana

Conhecemos também a Piazza del Duomo. Queríamos ter subido na Torre mais alta, a Torre Grossa, mas dessa vez não fizemos.

Piazza della Cisterna
Iara na Piazza del Duomo

Nesse dia, para ganharmos tempo, almoçamos uma tradicional pizza italiana da RiccaPizza sentados na escadaria da catedral na piazza Duomo. Estava deliciosa.
A cidade estava em festa, cheia de turistas. Haviam vários eventos pela cidade, como um mercado de produtores locais e uma feira medieval.

Trufas à venda em feirinha de produtores locais
Feira medieval em San Gimigniano
Mais produtos. Vontade de levar tudo
Indo da Porta de San Giovanni até a Porta San Matteo

Então caminhamos pelas suas ruas, tentando desvendar a cidade de maneira calma. O dia estava lindo e quente, com um céu muito azul, e a cidade estava lotada de turistas. Mas mesmo assim achávamos sempre cantinhos mais tranquilos para descansar.

Admirando as casas-torre

Então ficamos pela cidadezinha histórica até quase a hora de voar pro Brasil. De lá até o aeroporto de Florença eram mais ou menos 1 hora de carro.

Como chegar a San Gimignano de ônibus, carro ou trem:  O site Passeios na Toscana detalha como chegar de diferentes partes da Itália.

Essa cidade vale muito a pena pernoitar, pena que não tínhamos tempo

E aí? Consegui passar meu encantamento pela cidade?

Europa Itália

Anúncios

3 comentários Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Travel Around the World

Vem descobrir o Mundo connosco...

CONTO EM DETALHES

Crônicas, histórias, poesias e percepções.

Elizabeth Werneck

Um blog para falar sobre viagens e outros assuntos

WordPress.com

WordPress.com is the best place for your personal blog or business site.

%d blogueiros gostam disto: