A meditação é a prática de pensar profundamente ou focar a mente por um período de tempo.

Importante: Se você precisa comprar Euros ou Dólares para uma viagem ao exterior, você tem que conhecer a Wise!
Eu viajo muito e as melhores taxas de câmbio encontro sempre na Wise. Sem falar no cartão VISA deles que pode ser solicitado gratuitamente e utilizado no exterior debitando direto da sua conta Wise internacional sem tarifas ocultas nem IOF, com praticidade e segurança.
Entre para a Wise é gratuito.

Leia também: Musicoterapia – o que é, benefícios e como ela pode mudar sua vida

Embora existam muitas formas de meditação, o objetivo final é uma sensação de relaxamento e paz interior, aliviar tensão e isso pode ajudar a melhorar a saúde mental.

Além disso, para auxiliar a meditação existem alguns itens, como a bola massageadora, que ajuda a aliviar a tensão, realizando a liberação miofascial, que é um tipo de fisioterapia que visa o relaxamento ao apertar certos pontos-gatilho ao redor do corpo.

Pesquisas sobre a meditação

Há algumas pesquisas que sugerem que a prática da meditação pode ajudar a gerenciar emoções negativas, como raiva, ansiedade e medo.

Estudos feitos sobre meditação mostraram que, fisicamente, ela pode:

  1. Aumente a qualidade do seu sono
  2. Ajudá-lo a lidar melhor com os efeitos emocionais da dor crônica
  3. Possivelmente reduzir a perda de memória relacionada à idade
  4. Gerencie ou reduza os sintomas de pressão alta, doenças cardíacas, síndrome do intestino irritável e dores de cabeça tensionais, entre outras coisas.
  5. Melhora auto estima e autoconsciência
  6. Reduz o estresse
  7. Ajuda combater ansiedade e depressão

Como a Meditação pode ajudar na ansiedade

A ansiedade começa com os medos sobre o futuro ou preocupações sobre relacionamentos e vidas diárias.

Uma maneira pela qual a meditação pode ajudar com a ansiedade é permitir que a pessoa pare de se concentrar no passado ou no futuro e permita que se concentre no presente imediato. Na verdade, estar presente no aqui e agora é a base da meditação da atenção plena .

Ao estarmos atentos, podemos aprender a acalmar a emoção por trás de nossas preocupações e pensamentos de medo e começar a parar de reagir a eles.

  1. Para começar uma meditação de atenção plena, deve-se concentrar na respiração.
  2. Observar as sensações. Estar ciente da respiração deixando fluir através donariz e em pulmões enquanto se inspira e expira. Sentir o peito expandir e contrair enquanto se respira.
  3. Tomar nota da temperatura da sala, ouvir os sons ao redor, observar os cheiros e fragrâncias na sala e as reações físicas (suor, pulsação, etc).
  4. Se tiver um pensamento ansioso, dê um nome a ele, mas é importante não se concentrar nele. Em vez disso, deve-se pensar “isso é um pensamento de medo” ou “isso é um pensamento triste”, então deve-se respirar fundo três vezes.
  5. Depois de liberar o último suspiro, deve-se ganhar perspectiva sobre o pensamento ansioso.
  6. À medida que se ganha perspectiva, resultará em alguns segundos de calma que lhe permitirá liberar o pensamento ansioso, sendo assim deve deixar esses pensamentos ir e concentrar na próxima respiração.

Cada vez que a pessoa se concentra apenas no presente, sua mente tem a chance de relaxar para que assim possa ver as coisas de uma nova perspectiva.

Embora seja provável que não ocorra uma liberação total da ansiedade na primeira vez que tentar a atenção plena, pode-se observar ainda sim algum alívio de suas preocupações. 

Conclusão: Como a meditação pode ajudar na depressão

A depressão é desencadeada pelo estresse e pela ansiedade e como as pessoas reagem a eles, então qualquer coisa que possa ajudar a reduzir essas condições também deve ajudar a evitar a depressão.

Uma vez que mesmo uma breve meditação pode ajudar a preparar para enfrentar uma situação estressante (exemplo: fechar os olhos e respirar fundo algumas vezes para se acalmar antes de entrar em uma reunião de negócios), também pode ser útil para conter a ansiedade e o estresse que pode levar à depressão.

Tal como acontece com a ansiedade, não resulta de um alívio total da depressão após apenas uma sessão de meditação. Mas com a prática, a meditação pode ajudar muitas pessoas a controlar como reagem ao estresse e à ansiedade que muitas vezes levam à depressão

A meditação pode trazer muitos benefícios para a saúde, do físico ao mental e emocional. A fim de melhorar o foco, reduzir o estresse ou lidar com o vício, a depressão ou a dor crônica, é necessário que se experimente a meditação.