Considerado o menor país do mundo, a cidade do Vaticano é, na verdade, uma cidade-estado independente e com governo autônomo.

Leia também:

Ir ao Vaticano e não ver o Papa é difícil, né?

Com apenas 0,44 km² e 825 habitantes, a cidade tornou- se tornou mundialmente conhecida por ser sede da Igreja Católica Romana.

Além disso, o Vaticano conta com museus impressionantes que abrigam inúmeros tesouros tanto históricos quanto artísticos, que atraem turistas de todo o mundo.

Vai visitar o Vaticano? Então, veja a seguir as regras da cidade, principais atrações e muito mais sobre o que é preciso para conhecer o lugar.

Precisa pagar para entrar no Vaticano?

Não! Para entrar no Vaticano não é necessário pagar nada, ou seja, você pode passear de graça pela cidade.

No entanto, para acessar algumas atrações turísticas é preciso fazer a compra de um bilhete. Como, por exemplo, no caso da Capela Sistina, museus, jardins, cúpula e da Cripta da Basílica de São Pedro.

Já a Basílica de São Pedro tem acesso livre.

O que fazer no Vaticano?

Alguns pontos turísticos do Vaticano são indispensáveis para quem quer conhecer a cidade. São eles:

Capela Sistina

A Capela Sistina é uma das principais atrações do Vaticano e fica dentro dos Museus. Ou seja, para apreciar a pintura feita inteiramente por Michelangelo, você deve obrigatoriamente visitar o museu.

Além da arquitetura que chama a atenção dos turistas, é impossível não se encantar com os afrescos utilizados pelo pintor, que cobrem totalmente as paredes e o teto.

Talvez você não saiba, mas é na Capela Sistina que o Colégio dos Cardeais se reúne para escolher um novo papa.

Museus do Vaticano

Os Museus do Vaticano, na verdade, é um único museu dividido em partes. Portanto, você pode escolher quais partes deseja conhecer, ou quem sabe visitar todas elas.

Com uma beleza inigualável, os museus expõem obras dos artistas mais renomados do mundo. Então, separe pelo menos 4 horas para apreciar todas as obras maravilhosas dos museus.

Mas atenção: o local costuma ficar lotado. Por isso, além de chegar cedo é importante fazer a compra do ingresso no museu Vaticano com antecedência. Assim, você poderá aproveitar ao máximo sua viagem.

Basílica de São Pedro

Outro ponto turístico muito disputado no Vaticano é a Basílica de São Pedro. Ao contrário do que você pode estar pensando, a religião não é o principal motivo para o turismo nesta igreja.

Por dentro, há esculturas e obras de arte por toda a parte, uma mais belíssima que a outra. Sendo que uma das obras mais apreciadas é a Pietà de Michelangelo.

Além disso, a arquitetura e as histórias, sem dúvidas, atraem milhões de turistas todo ano.

Regras para entrar no Vaticano

Para visitar o Vaticano é importante conhecer as regras da cidade. Assim, você não corre o risco de ser barrado na entrada de alguma atração turística.

Vestimenta

  • Não são permitidas roupas que expõem os joelhos como, por exemplo, saias, shorts e vestidos;
  • Mostrar os ombros também não é permitido, por isso eles devem estar cobertos sempre;
  • Símbolos religiosos ou tatuagens ofensivas não podem estar visíveis;
  • Durante a visita será preciso retirar bonés e chapéus;
  • Usar roupas rasgadas, como camisetas e calças jeans, também não é uma boa ideia.

Gastronomia

  • Não é permitido consumir bebidas alcoólicas em algumas atrações como, por exemplo, dentro dos Museus do Vaticano;
  • Nos corredores das exposições também não se pode comer ou beber.

Celulares

  • Nos espaços de exposição o uso de aparelhos celulares é desencorajado. Além disso, o celular deve ser mantido em modo silencioso.
  • Dentro da Capela Sistina é proibido fotografar. Já em outras atrações a fotografia até é permitida, desde que não seja com flash.

Atrações

Cada atração possui suas próprias regras, por isso é importante definir quais locais você irá conhecer para verificar as normas. Por exemplo:

Na Capela Sistina o uso de celular é proibido e os turistas devem manter silêncio absoluto.

Qual é o melhor dia da semana para visitar o Vaticano?

Caso você queira ver o Papa, os melhores dias são quarta-feira e domingo. Pois, as audiências públicas (General Audiences), geralmente ocorrem às quartas-feiras.

Já as missas papais (Pope Mass), acontecem aos domingos. Mas antes você precisa saber se ele estará em Roma durante sua viagem.

Vale ressaltar que nesses dois dias as igrejas ficam bem cheias. Além disso, algumas fazem controle de segurança na entrada antes de liberar o acesso.

Obs: É importante saber que mesmo os eventos com entrada gratuita como, por exemplo, as aparições públicas do Papa, necessitam de um bilhete de admissão. Esse bilhete pode ser solicitado de 1 a 3 dias antes do evento.

Como chegar no Vaticano?

O metrô de Roma é uma das maneiras mais fáceis de chegar ao Vaticano. Pois, basta pegar a “Linha A” em direção a Batistini e descer na estação Ottaviano.

Depois, são apenas 5 minutos a pé até a entrada do Museu do Vaticano.