Recentemente conheci um cantinho na cidade maravilhosa que é desconhecido por muitos cariocas. Descubra nesse texto tudo sobre o agradável (e gratuito) Parque da Cidade, localizado no bairro da Gávea, no Rio de Janeiro. Você sabia que o nome do Parque é Parque Natural Municipal da Cidade RJ?

É sua primeira vez no Rio de Janeiro? Leia aqui todas as informações necessárias pra sua viagem ser incrível: : Turismo no Rio de Janeiro: A cidade mais famosa do Brasil continua de braços abertos para te receber

enfim
enquanto
então
entretanto
eventualmente
igualmente
inegavelmente
inesperadamente
mas
outrossim
pois
porquanto
porque
portanto
posteriormente
precipuamente
primeiramente
primordialmente
principalmente
salvo
semelhantemente
similarmente
No dia que fomos visitar o Parque da Cidade RJ fomos acordados com o belo canto dessas 2 fofuras em nossa janela. É um canto auspicioso dizendo que o dia iria ser ótimo!

Onde fica o Parque da Cidade no Rio de Janeiro?

Esse belo Parque municipal está localizado em uma antiga propriedade que já foi chamada de Solar de Santa Marinha, no charmoso Bairro da Gávea.

Atualmente, é bem pouco visitado, e quando eu o conheci percebi o grande tesouro que ele esconde.

enfim
enquanto
então
entretanto
eventualmente
igualmente
inegavelmente
inesperadamente
mas
outrossim
pois
porquanto
porque
portanto
posteriormente
precipuamente
primeiramente
primordialmente
principalmente
salvo
semelhantemente
similarmente
Lindo casarão que abriga o Museu da cidade do Rio de Janeiro! Parque da Cidade na Gávea, RJ

O local é uma atração turística de primeira grandeza na cidade e deveria ser mais divulgado.

Ele é muito indicado para visitas com crianças. Possui uma excelente área livre, uma capelinha pitoresca, um lindo museu e um delicioso café. Minha criança viajante adorou o passeio.

enfim
enquanto
então
entretanto
eventualmente
igualmente
inegavelmente
inesperadamente
mas
outrossim
pois
porquanto
porque
portanto
posteriormente
precipuamente
primeiramente
primordialmente
principalmente
salvo
semelhantemente
similarmente
Parque da Gávea. O local é excelente para levar crianças e também para passear com pets. Mas não esqueça de recolher a sujeira do seu bichinho de estimação e jogar no lixo.
Mapa que existe no início do Parque. Por aqui tem parquinho! Parque da Gávea

Como chegar ao Parque da Cidade do Rio de Janeiro na Gávea?

O Parque da Cidade fica situado na Rua Santa Marinha. Colocamos no Waze e seguimos. Seguimos pela principal rua da Gávea, a Rua Marquês de São Vicente, e após o Instituto Moreira Salles ela vira a Estrada Santa Marinha. Fica bem no final da rua e quando estava chegando foi dando uma insegurança de estar indo pro lugar errado, até perguntamos para algumas pessoas que estavam na rua, mas era por ali mesmo.

Entramos por um portal super bonito, todo de pedra e quando chegamos deixamos o carro num amplo estacionamento e seguimos a pé em direção ao Museu. Chegando lá em cima vi que era possível estacionar por ali também, porém existem menos vagas.

Depois descobrimos que dava pra subir de carro um pouco mais.

Dica de ouro: tente visitar os 2 parques da Gávea no mesmo dia, pois são bem pertinho um do outro. O Instituto Moreira Salles é por ali também.

  • Se você está de carro: basta subir totalmente a rua Marquês de São Vicente e continuando um pouco mais até o final da Estrada Santa Marinha.
  • Se você estiver de ônibus: As linhas 105-TRO5; 539 e a VAN n 2101 levam você o mais próximo possível do parque da cidade
  • Os serviços de transporte (uber, 99 táxi) por aplicativo funcionam muito bem no Rio de Janeiro.

Um pouco da história da propriedade que fica no Parque da Cidade:

A área onde está localizado o solar remonta ao século XVI, quando Manuel Bento adquire as terras e depois a transfere para a família de Francisco Rodrigues Ferreira que a utiliza para plantações de café.

Depois D. Catarina de Sena adquire essa propriedade fazendo parte da Chácara do Morro do Queimado.

No século XIX o solar e toda as terras no entorno, que iam até a Vista Chinesa foram adquiridas e passaram a integrar a Fazenda do ilustre Marquês de São Vicente. O Solar tornou-se sua casa de veraneio.

No segundo andar da antiga casa de veraneio do Marquês de São Vicente. Parque da Gávea

Em 1887 o Conde de Santa Marinha, adquiriu uma parte da propriedade dos herdeiros do Marquês. Aí muita coisa mudou: a propriedade transformou-se no magnífico parque que hoje conhecemos. Pois o Conde de Santa Marinha era um exímio arquiteto e dessa forma, a simples casa, de apenas um andar, adquiriu um aspecto imponente, típica das grandes propriedades de época.

Depois desses donos a propriedade passou para várias outras pessoas e acabou sendo comprada por Guilherme Guinle.

E por fim a Prefeitura do então Distrito Federal adquiriu o Solar e o Parque com o intuito de zelar por esse incrível patrimônio artístico e natural.

Uma selfie na antiga casa do Marquês de São Vicente e atual Museu Histórico da Cidade. Parque da Gávea

O que fazer no Parque da Cidade, Gávea RJ:

1- Contemplar a natureza no Parque da Gávea:

O Parque da Cidade, Gávea- RJ é uma Unidade de Conservação Ambiental destinada à visitação pública e ao lazer, localizado em uma área de extrema importância ecológica, com belos jardins e natureza exuberante.

Parque da Gávea

Eu particularmente acho esse um dos mais bonitos parques do Rio de Janeiro, principalmente por causa da floresta densa, que deixa a temperatura super agradável.

O local é excelente para famílias com crianças pequena e aquelas pessoas que querem variar o programa na Cidade Maravilhosa.

Ao fundo, por trás das copas das árvores conseguimos avistar os Morro Dois Irmãos.

Parte dessa região é totalmente coberta pela Mata Atlântica, pois ele faz parte do Parque Nacional da Tijuca e passa pelo Jardim Botânico.

O Parque da Cidade é bastante grande, com muitas vias, e placas sinalizando.

No Parque da Cidade RJ podemos encontrar o Pau Brasil. Ele nasce na Mata Atlântica, a partir do Rio de Janeiro até o extremo Nordeste do país. Você sabia que o nome Pau Brasil na lingua Tupi significa “Ibira Pitanga”, ou “Madeira Vermelha”? A árvore pode chegar até 15 metros de altura, e cresce em solos úmidos, típicos de Mata Atlântica.
Uma coisa muito interessante sobre isso é que, de acordo com pesquisadores, o corte do pau-brasil, que se destinava para tintura na fabricação de tecidos de alto luxo, teria sido a primeira atividade econômica dos colonos portugueses por aqui.
A madeira dessa árvore é extremamente resistente ao ataque de insetos e fungos. O uso do Pau-Brasil nos dias de hoje é bastante restrito e devido à sua escassez e à proteção ambiental, se restringe à fabricação apenas de arcos de violinos e joias.
A árvore encontra-se na lista nacional de espécies da flora ameaçadas de extinção. Vamos proteger nossas matas!

2- Fazer trilhas: Conheça a Trilha Transcarioca:

No Café do Parque comprei um Guia sobre a Trilha Transcarioca, já ouviu falar?

A Trilha Transcarioca cruza o Rio de Janeiro por um percurso de aproximadamente 180 km, saindo da Barra de Guaratiba até o Morro da Urca, no sopé do Pão de Açúcar. E essa incrível trilha, passa por aqui. Existem várias placas sinalizando isso.

Sua rota passa por 6 Unidades de Conservação, que vão das zonas Norte, Sul e Oeste da cidade. Nesse sentido, a trilha Transcarioca foi dividida em 25 trechos, para o trilheiro percorrer de forma independente.

E no Parque da Cidade é a parte 16 da Trilha Transcarioca e tem o nome de “Trecho: Vista Chinesa x Dona Castorina (+ Circuito Parque da Cidade)”.

Sobre a Trilha no Parque da Cidade

Placa explicando a Trilha Transcarioca

O interessante no percurso aqui é que o trilheiro tem a opção de andar por um circuito a mais para curtir as áreas de lazer, além do Museu da Cidade. Durante o passeio, onde metade do trajeto é bem plano, se passa cada trecho magnífico do reflorestamento do parque, além de conseguirmos avistar um antigo sistema de captação e abastecimento de água, por caminhos coloniais feitos com pedrinhas, e é claro, aproveitar um banho na Cachoeira da Imperatriz.

Na rota mais perto da Vista Chinesa, (que exige um bom preparo físico em razão do pesado aclive/declive), é importante se ligar aos ciclistas na trilha. E aí? Animou?

Curiosidades da incrível Trilha Trascarioca:

A Trilha Transcarioca integra a World Trail Network (WTN). A WTN reúne as principais e mais famosas trilhas do planeta como por exemplo, a Appalachian Trail e a Pacific Crest Trail, nos EUA, a Bruce Trail, no Canadá, o Caminho de Santiago, na Espanha, a Lebanon Mountain Trail, no Líbano e a Rede Brasileira de Trilhas, no Brasil, que é um sistema de trilhas de longo curso que vai (literalmente) do Oiapoque ao Chuí.

Fonte: desse livro aí.

2- Visitar o Museu Histórico da Cidade do Rio de Janeiro

Na parte mais alta do parque, estão localizados o Museu Histórico da Cidade na casa de veraneio que pertenceu ao Marques de São Vicente e depois passou para Eduardo Guinle (que foi dono quase da cidade toda), além da Capela de São João Batista e também um Café.

A antiga propriedade rural e de verão do Marquês de São Vicente é linda. Possui influência neoclássica, da segunda metade do séc. XIX.

No local, quase em frente à essa construção principal existe também uma outra construção que foi reformada recentemente que abriga o Café Épico e parte do acervo do Museu. A nossa guia disse que existe uma lenda urbana dessa construção dizendo que ela era usada como senzala, porém, todos os proprietários dessas terras ao longo dos anos eram abolicionistas, e os documentos da propriedade mostram que no período que ela foi construída o período da escravidão já tinha acabado.

Acervo do Museu Histórico da Cidade do Rio de Janeiro

Eu adoro frequentar museus, porém me considero extremamente leiga no mundo das Artes. Mas eu achei o acervo do presente museu extremamente rico.

Durante a minha visita pude constatar que o “tema central” desse museu é sobre o princípio da República no Brasil e o Rio de Janeiro, por ser a capital na época, figurava no papel principal.

O acervo do Museu reúne itens que vai desde estandartes do séc. 19, fotos de Debret e gravuras de Thomas Ender. Tem também documentos que falam sobre a construção da antiga Av. Central (que hoje é a atual Av. Rio Branco), além de diversos objetos do dia-a-dia dos habitantes do Rio de Janeiro num passado (nem tão distante).

Área adjacente do Museu da Cidade

Quando visitamos o museu a parte em anexo tinha uma instalação super alegre chamada “Exposição Rio de Festas” que conta a história dos diversos carnavais da cidade ao som de marchinhas de carnaval.

Veja a página do museu na Internet

3- Pedir Bênçãos a São João na Capela que tem ali:

A pitoresca capelinha localizada no Parque da Cidade na Gávea, Rio de Janeiro, é consagrada a São João. Ou seja, durante os festejos no mês de junho acontece várias atrações comemorando o São João.

No Brasil todo existe a tradição dos festejos juninos, que são originários das festas de santos populares da Igreja Católica, como herança de Portugal. E entre as mais tradicionais manifestações está a de São João, celebrado em 24/06. Então por ali ocorre festas especiais com música e comidas típicas.

Fonte: Facebook do Museu

Leia também: Igrejinha na Praia dos Carneiros. Visite esse tesouro.

Capela de São João!

4- Fazer refeições, inclusive piquenique e conhecer o Café Épico

O Café Épico foi uma excelente descoberta. Além do Café da manhã tradicional e delicioso, eles alugam cestas de Piquenique para gente passar o dia todo aproveitando o ar puro do parque com segurança e praticidade.

O estabelecimento se orgulha (e com razão) de ser a primeira torrefação artesanal de Cafés Especiais do Rio de Janeiro. Aqui tem opções de lanches que você pode degustar ao ar livre em seis mesinhas com ombrelone. Vale muito a pena visitar o Café Épico.

Inclusive incluí o Café Épico nesse post aqui, confira: Onde tomar café da manhã no Rio de Janeiro? Dicas de 20 lugares incríveis na cidade maravilhosa

Café Épico visto do alto
Crianças no café do museu da Cidade
Detalhe do Café especial produzido e vendido pelo Café Épico

5- Levar seu doguinho pra passear ou levar crianças pra brincar no parquinho- Parque da Gávea

O Parque da Cidade na Gávea é um dos lugares que eu mais gostei de visitar. O dia estava nublado e a chuva expulsou a gente do parquinho, pois ele não é coberto.

Parque da Cidade RJ, Gávea

Após o Parque da Gávea, visita ao simpático Shopping

Depois de visitarmos o Parque da Gávea durante a parte da onde tomamos um delicioso brunch no Café Épico seguimos para o Shopping da Gávea e jantamos no L’Entrecôte de Paris. Não conhecia o shopping e gostei muito. O Shopping é pequeno e antigo (a minha sogra levava meu marido aqui quando ele tinha a idade da Iara, pois o shopping foi construído em 26 de maio de 1975). Aqui tem uma loja de brinquedos linda e uma livraria aconchegante, recomendo muito).

Leia mais:

Shopping Gávea, Rio de Janeiro