A Península Balcânica cobre boa parte da Europa e é um dos assentamentos mais antigos do continente. Não é à toa que é um dos destinos turísticos mais populares, pois possui inúmeras cidades históricas e maravilhas naturais. De montanhas a praias imaculadas, de prédios antigos a resorts luxuosos – há algo para todos os gostos. Descubra aqui o que fazer nos Bálcãs!

Importante: Se você precisa comprar Euros ou Dólares para uma viagem ao exterior, você tem que conhecer a Wise!
Eu viajo muito e as melhores taxas de câmbio encontro sempre na Wise. Sem falar no cartão VISA deles que pode ser solicitado gratuitamente e utilizado no exterior debitando direto da sua conta Wise internacional sem tarifas ocultas nem IOF, com praticidade e segurança.
Entre para a Wise é gratuito.

Leia sobre nossa viagem à Bósnia: O que fazer e onde ficar em Mostar, na Bósnia

O que fazer nos Bálcãs

O que fazer nos Bálcãs: Contratar um seguro viagem

Independente do momento atual, contratar um seguro viagem é necessário.

Não deixe de ativar o cupom e contratar.

Veja o melhor preço e as vantagens importantes do seguro viagem são fundamentais para te auxiliar em alguns imprevistos que podem ocorrer durante a sua viagem.

Reserva de carro para viajar para os Bálcãs:

Faça igual eu fiz e viaje de carro por essa região incrível. Eu contei tudo sobre nosso roteiro aqui, não deixxe de conferir: Roteiro de carro pelos Balcãs: 15 dias visitando Croácia, Montenegro, Bósnia e Alemanha

Depois, reserve o aluguel do seu carro com desconto

O que fazer nos Bálcãs:

10. Pegar o trem chamado Balkan Flexipass, na Sérvia, Montenegro

O Balkan Express tem muitas opções, que permitem viajar facilmente nos Balcãs. Considere uma viagem de Belgrado – uma cidade moderna com vida noturna divertida – a Bar – uma cidade histórica na costa do Adriático em Montenegro. O trem percorre os locais pitorescos.

Por que ir para lá?

Esta é uma das rotas de trem mais bonitas da Europa.

Como chegar lá?

O trem passa pela Bósnia e Herzegovina, Bulgária, Grécia, Macedônia, Montenegro, Romênia, Sérvia e Turquia.

9. O Mosteiro de Rila, Bulgária

Situado nas remotas montanhas de Rila, o mosteiro ortodoxo oriental foi fundado no século X. É um dos locais mais populares do país, atraindo cerca de 1 milhão de turistas anualmente.

Por que visitar o Mosteiro de Rila, Bulgária

Local cultural e historicamente significativo, bela arquitetura. Excelentes vistas para a paisagem montanhosa abre do mosteiro.

Como chegar lá?

O complexo de Rila fica a apenas 117 km (73 milhas) de Sofia. Chegar lá de ônibus da capital ou Blagoevgrad.

8. Vrelo Bune, Blagaj, Bósnia e Herzegovina

Um conjunto natural e arquitetônico único está situado no rio Buna. O Blagaj Tekke – um mosteiro, construído no século XVII – é a característica mais popular e famosa. O local também apresenta uma bela natureza, diversidade de espécies e excelentes vistas.

Quando ir para lá?

Durante todo o ano – a cidade cai em uma zona agradável de clima mediterrâneo.

7. Hagia Sophia, Istambul, Turquia

Originalmente construído como uma igreja ortodoxa grega em 360, mais tarde serviu como mesquita, agora é um museu e o marco mais famoso da cidade. Hagia Sophia é significativa culturalmente, historicamente e arquitetonicamente.

Por que ir para lá?

A deve ver uma vez em Istambul.

Como chegar lá?

Fácil acesso ao museu, que se encontra na Cidade Velha. Chegue lá de ônibus, trem, metrô ou até mesmo de barco.

O que fazer nos Bálcãs

6. Ohrid, República da Macedônia

A cidade histórica está espalhada no lago esmeralda cristalino de mesmo nome. A cidade possui inúmeras igrejas e mosteiros antigos. Ohrid é declarado Patrimônio Cultural e Natural da Humanidade pela UNESCO.

Por que ir para lá?

Um belo local cultural e recreativo.

Quando ir para lá?

No verão, quando o clima está ótimo e vários festivais acontecem.

Leia também: Turismo na Macedônia

O que fazer nos Bálcãs

5. Dubrovnik, Croácia

Além de ser um dos destinos turísticos mais populares do Mediterrâneo, Dubrovnik também é protegida pela UNESCO por seu destaque histórico. Há muito para ver e fazer aqui: desde explorar a arquitetura incrível com um teleférico, visitar festivais de verão emocionantes, velejar e relaxar nas praias.

Por que ir para lá?

Cidade histórica e culturalmente diversificada, com ótimas praias e resorts.

Vem ver onde eu me hospedei em Dubrovnik, Croácia: Um dos melhores hotéis que eu já me hospedei na vida: Royal Princess Hotel

O que fazer nos Bálcãs

O que fazer nos Bálcãs

4. Meteora, Grécia

O impressionante complexo de seis mosteiros ortodoxos orientais é construído sobre os altos pilares de arenito, elevando-se na paisagem montanhosa. Os mosteiros foram construídos pelos monges, que habitaram a área no século IX.

Quando ir para lá?

O clima é extremo aqui – muito quente no verão, frio no inverno. Vá lá na primavera e no outono.

Como chegar lá?

De carro, ônibus ou trem de Volos para Kalampaka.

O que fazer nos Bálcãs

3. Lago Bled, Bled, Eslovênia

Uma verdadeira jóia nos Alpes Julianos é um dos destinos turísticos favoritos e populares do país. Não só o lago é bonito, há uma igreja na ilha de Bled construída no século XVII. Ao lado do lago, um castelo medieval de Bled tem vista para um grande panorama.

Por que ir para lá?

Bela natureza, arquitetura histórica, destino turístico popular.

Como chegar lá?

O Lago Bled fica a apenas 35 km do Aeroporto Internacional de Liubliana e a 55 km de Liubliana.

O que fazer nos Bálcãs

2. Sveti Stefan, Budva, Montenegro

A ilha é um grande resort situado na bela costa do Adriático. Sveti Stefan tem praias de areia rosa suave, águas cristalinas e aldeias históricas espalhadas pela costa. Na década de 1970 era um site popular entre celebridades e até estrelas de Hollywood.

Quando ir para lá?

A cidade cai na zona climática mediterrânea. O clima é ameno durante todo o ano.

O que fazer nos Bálcãs

1. Parque Nacional dos Lagos de Plitvice, Croácia

Um dos parques mais famosos de toda a Europa apresenta deslumbrantes lagos azul-turquesa, cachoeiras, cavernas e montanhas. É constantemente inundado com os visitantes, que exploram o parque completando as trilhas.

Quando ir para lá?

A estação mais popular é o verão. Lagos e cachoeiras congelados no inverno também prometem muitos locais espetaculares.

Como chegar lá?

Chegar lá de ônibus de Zagreb, Zadar ou Split. Se solicitado, o motorista irá parar na entrada do parque.

Conclusão: Vale a pena visitar os Bálcãs?

Com certeza sim. A região é barata e linda! Em muitos lugares é bem menos lotado que outros países da Europa. Não deixe de pesquisar no blog e ver mais dicas dessa região incrível, combinado? Saiba que eu também desenho roteiros especiais para essa região do mundo, que é tão especial.