Nas nossas últimas férias demos um giro pelo Oriente Médio e ficamos cerca de 8 dias no Líbano. O país é histórico e legal. Mas você sabe onde fica o Líbano? Onde o Líbano está localizado? Qual sua localização? Onde o Líbano fica no mapa? Tanto no mapa mundi, quanto no mapa do Oriente Médio. Aqui nesse texto você vai descobrir isso, além de outras curiosidades. Nesse artigo você vai encontrar: Dicas de turismo, onde se hospedar, Onde fica o Líbano, idioma, mapa: turismo, principais cidades e curiosidades, câmbio, moeda, religião, história, cotação do seguro viagem, etc..

 Onde o Líbano está localizado? Qual sua localização? Onde o Líbano fica no mapa? Tanto no mapa mundi, quanto no mapa do Oriente Médio. Aqui nesse texto você vai descobrir isso, além de outras curiosidades. Nesse artigo você vai encontrar: Onde fica o Líbano, mapa, língua, câmbio, moeda, religião, história, algumas cidades famosas, cotação do seguro viagem, etc..

Onde fica o Líbano? Às margens do Mar mediterrâneo! Mas nem por isso deixa de ser incrível. Pôr do sol próximo ao mar mediterrâneo em Byblos, Líbano. Pensando na seguinte curiosidade sobre o Líbano: A árvore da Bandeira do Líbano é um cedro. E o nome Cedro também aparece mais de 70 vezes na Bíblia, no o Velho Testamento.

Booking.com

 As dicas abaixo, irão ajudá-lo a se preparar um pouco para sua viagem a turismo no Líbano e aproveitá-la ao máximo. As recomendações são baseadas na nossa experiência pessoal que viajamos recentemente para o Líbano.

Tem de tudo – um clima ameno, edifícios impressionantes preservados desde os tempos antigos, museus com exposições ricas, lojas chiques que vendem mercadorias das marcas mundiais de maior prestígio e produtos e lembranças locais de alta qualidade, magníficas praias de areia e muito mais. Os amantes do esqui terão uma excelente oportunidade de visitar os resorts de montanha localizados nas montanhas do Líbano, e nos bairros cristãos de Beirute existe uma rica vida noturna com muitos bares, restaurantes, boates e discotecas.

Agradecemos todos os comentários que surgirem e esperamos sua experiência – complemente nos comentários as recomendações postadas aqui.

Teremos o maior prazer em responder a quaisquer perguntas adicionais.

Líbano, mapa: turismo no Líbano, cultura, principais cidades e curiosidades 

Nome oficial:

República do Líbano

Líbano, mapa: turismo no Líbano, cultura, principais cidades e curiosidades 

Como chegar no Líbano saindo do Brasil?

A grande maioria dos turistas decola em um vôo regular direto até Dubai (14 horas de voo). Depois voamos de Dubai até Beirute, companhia aérea Emirates. O tempo de viagem Dubai- Beirute é de cerca de 4 horas.

Muito importante: o check-in começa 2 horas antes da partida do voo e termina 40 minutos antes da partida. A hora de chegada recomendada ao aeroporto é de 2 horas e 15 minutos antes da partida. Calcule cuidadosamente o tempo de sua viagem ao aeroporto – em caso de não comparecimento ao voo, ninguém se responsabiliza pelas perdas de passageiros que não decolaram no horário.

embre-se de chegar com antecedência para o seu voo, pois depois da pandemia as pessoas estão viajando mais, e tudo está mais lotado.

Compre sua passagem para Lisboa pelas Passagens Promo e parcele em várias vezes.

Leia também: Dicas para escolher suas roupas para viajar de avião: tudo o que você deve levar!

Líbano mapa: turismo no Líbano, cultura, principais cidades e curiosidades 

Documentos e Cotação seguro viagem para o Líbano

Antes da partida, verifique se você possui os seguintes documentos:

  1. * Passaporte;
  2. passagens aéreas;
  3. seguro de saúde. Chegou num ponto super sério e importante do texto: a documentação. Fique atento às informações. Nós brasileiros precisamos de visto para entrar no Líbano, mas tira na hora e é de graça. Precisamos de passaporte válido e o seguro viagem não é obrigatório, mas recomendo. Isso significa seguro de saúde obrigatório, com uma cobertura mínima de 30.000 euros).

Sugiro fazer a cotação do seu seguro viagem internacional pela Seguros Promo, que é um buscador de seguros e te sugere o melhor preço e o melhor custo benefício. Ele trabalha com as melhores seguradoras. Aqui em casa já precisamos usar e fomos bem atendidos. Veja aqui e faça a cotação com os melhores preços e não deixe de ativar o cupom de desconto: Seguro viagem com desconto. Após sua compra, a apólice do seguro vai chegar por email.

Líbano mapa: turismo no Líbano, principais cidades e curiosidades 

Horário no Líbano

5 horas a frente em relação ao horário de Brasilia, Brasil.

Onde fica o Líbano no mapa-mundi: Localização e clima

Líbano está localizado na Ásia Ocidental, na costa oriental do Mar Mediterrâneo. Faz fronteira com dois estados – Israel e Síria. Território: 10,4 mil quilômetros quadrados. A capital é Beirute. Veja o mapa Mundi com o Líbano destacado

Líbano, mapa: turismo, principais cidades e curiosidades 

Localizado na costa leste do Mar Mediterrâneo, o Líbano é uma oportunidade única de combinar quase todos os tipos de atividades turísticas em uma viagem.

Agora que você já sabe onde fica o Líbano no Mapa Mundi, vamos dar um “zoon” no mapa e dizer onde fica o Líbano no mapa do Oriente Médio. Importante dizer que Líbano em inglês é Lebanon.

O Líbano é um país muito pequeno, veja se você consegue encontrar no mapa do Oriente Médio.

Líbano, mapa: turismo, principais cidades e curiosidades 
Mapa de Países do Oriente Médio

Agora vou mostrar o Mapa dos países banhados pelo Mediterrâneo, pois o Líbano é um deles, veja:

Líbano, mapa: turismo, principais cidades e curiosidades 

Capital do Líbano

Beirute

Área

10.452 km²

População do Líbano

População: 6.825.000 habitantes.

Forma de governo

República parlamentar

Divisão administrativa

O Líbano está dividido em 6 províncias (mohafaza), que por sua vez estão divididas em 25 distritos (kada). As regiões são divididas em distritos.

Religião

Cristianismo de várias direções, xiismo, sunismo e os ensinamentos dos drusos

Geografia

O Líbano está localizado na costa leste do Mar Mediterrâneo. Este é um pequeno estado montanhoso, que faz fronteira com Israel ao sul e a Síria ao norte e leste. A maior parte do Líbano é coberta por montanhas, exceto pelo Vale de Bekaa no nordeste e uma estreita área plana que se estende de norte a sul ao longo da costa. A costa litorânea do Líbano é separada das regiões orientais pelas cordilheiras do Líbano e do Antilíbano.

O Líbano é rico em recursos hídricos. O rio Litani é a principal fonte de água para o sul do Líbano. No entanto, não há rios navegáveis ​​no país.

Clima:

O clima do Líbano é mediterrâneo subtropical. As temperaturas médias de janeiro são +13 C, julho +28 C. A precipitação é de 400-1000 mm por ano, principalmente no inverno.

Mediterrâneo subtropical.

A temperatura média do ar na costa

 JaneiroFevereiroMarço abrilMaio JunhoJulhoAgostoSetembroOutubronovembrodezembro
ar101515202527282826202015

A temperatura média do ar nas montanhas (a uma altitude de 1000 m)

 JaneiroFevereiroMarço abrilMaio JunhoJulhoAgostoSetembroOutubronovembrodezembro
ar6612dezoito20222527242015nove

Dinheiro e Moeda do Líbano

Libra libanesa. Em circulação existem notas de 50, 100, 250, 500, 1.000, 5.000, 10.000, 50.000, 100.000 libras e moedas de 250 e 500 libras. Dólares americanos são trocados e aceitos para pagamento em todos os lugares. Câmbio, importação e exportação de moeda estrangeira não é limitada.

Os bancos estão abertos: de segunda a sexta-feira – das 8h30 às 12h30;

Sábado – das 9h00 às 14h00; Domingo é dia de folga.

Serviço de cartão de crédito: American Express, Master Card, Visa Card, Diners Club.

Lembrando que não recomendo usar cartão de crédito no Líbano porque a cotação do Governo está surreal. Você deve trocar os dólares do mercado paralelo. A gente trocou dinheiro no hotel e em frente a Zara do ABC Shopping, com um doleiro que fica parado lá todo dia.

O Líbano é muito procurado para viagens a turismo, o país uma moeda desvalorizada, chamada de libra libanesa. Isso é uma ótima notícia para os viajantes brasileiros, que buscam um destino em que seu dinheiro seja mais valorizado.

Em relação ao dólar, a cotação é de 1.515 libras libanesas para cada US$ 1,00. (cotação em janeiro/2022). Porém, no mercado paralelo 100 dólares custam 42.000 libras libanesas

Uma dica legal que eu sempre sigo é que eu troco dinheiro sempre em pequenas quantidades. Isso é para não para não sobrar muita moeda libanesa no fim da viagem. E eu também evito trocar no aeroporto, onde a cotação é bem menos vantajosa.

Leia também: O Líbano é um dos países que tem uma moeda onde o real é mais valorizado que a moeda local, veja mais países pra você viajar

 Vale a pena viajar para países onde o Real vale mais que a moeda local? Descubra 22 deles em 2023

Siga o blog no Instagam e acompanhe nossas viagens em tempo real

Quando é a melhor época para ir

Excursões e caminhadas no Líbano são melhores na primavera (abril-maio) ou outono (outubro-novembro). Nesta época, não há calor sufocante e o número de turistas é visivelmente menor em comparação com os meses de verão. A temporada de praia começa em abril e termina no início de novembro. A temporada de esqui vai de novembro a abril. Como chegar lá A melhor maneira de ir da Rússia para o Líbano é de avião. Você também pode entrar no país da Europa, de onde os aviões voam para Beirute, e as balsas partem de países localizados na costa e ilhas do Mar Mediterrâneo. Vale lembrar que a fronteira do Líbano com Israel está fechada para turistas.

Idioma

Os idiomas falados no Líbano são basicamente: Árabe, francês, inglês. O Árabe é o idioma oficial (para libanês – o dialeto libanês do árabe). O idioma francês é falado entre a geração mais velha. O conhecimento do idioma francês é considerado um sinal de educação.

Recentemente, o idioma inglês tornou-se cada vez mais popular. Em aldeias remotas, apenas o idioma árabe é falado com frequência.

Saúde

Todos os turistas devem ser seguro viagem médico com um valor de seguro de 30.000 dólares. Não é obrigatório, mas não recomendo viajar sem.

De acordo com as recomendações da Organização Mundial da Saúde, não são necessárias vacinas obrigatórias para uma viagem ao Líbano. Uma das regras diárias mais importantes é não beber água não potável e não comer frutas e vegetais não lavados. Sempre compre água em garrafas plásticas, que são vendidas em quase todos os lugares. Não beba leite sem ferver, bebidas que contenham leite (milk shakes), sucos de frutas espremidos na hora e bebidas geladas – todos eles podem conter bactérias causadoras de doenças.

Evite sorvete – ele pode ter derretido e ter sido contaminado por água acidental. Compre apenas as frutas e vegetais que podem ser facilmente descascados (bananas, laranjas, etc.). Certifique-se de lavá-los bem com água fervida ou desinfetada.

Comida e bebida:

Em áreas muçulmanas, não é costume vender e comer carne de porco. A maioria dos bairros cristãos tem lojas de bebidas.

Não perca:

Tour de street food por Beirute

Líbano, mapa: turismo, principais cidades e curiosidades 
Turkish – Greek stuffed grape leaves with lemon, dolmades.

Roupas:

Em geral, no Líbano, você pode se vestir como quiser. Em algumas áreas muçulmanas no sul e no vale de Bekaa, é melhor que os homens evitem usar shorts e que as mulheres não usem roupas muito decotadas ou justas. Ao visitar as mesquitas, os visitantes tiram os sapatos e os colocam em um vestiário especial ou os carregam consigo. É melhor que as mulheres se vistam discretamente, com um vestido fechado, e cubram a cabeça com um lenço. Em alguns lugares, capas são distribuídas para cobrir o cabelo, os braços até os pulsos e as pernas abaixo dos joelhos.

Nas praias, você pode usar roupas de banho bastante abertas, mas opções como topless e nudismo estão excluídas.

Aluguel de carro:

Se você pretende viajar pelo país e visitar lugares remotos, alugar um carro no Líbano é indispensável. Aluguel de carro é bem barato. Um carro pequeno pode ser alugado por 30-35 dólares por dia. Não se esqueça de ler atentamente os termos do contrato de locação!

A gasolina é medida não apenas em litros, mas também na medida local de volume “teneque” (“caixa”), igual a 20 litros. O custo de 1 litro de gasolina “super” – 800 libras. Nos postos de gasolina, o preço costuma ser indicado para 10 litros.

Quando alugamos um carro nas viagens sempre alugamos pela RentalCars e sempre foi um sucesso, sempre funcionou muito bem. Reserve por esse link e você não paga nada a mais por isso, e eu ganho uma pequena comissão. Link de aluguel de carro com desconto. Obrigada, queridas e queridos leitores.

Vida Noturna

A maioria das casas noturnas em Beirute estão concentradas ao longo da orla e mais ao norte, em Ashrafiya e Jounieh (especialmente na área da baía). Quase todos os grandes hotéis organizam shows ou discotecas. Os shows geralmente começam às 22h e podem ir até as 5h. Pode ser música libanesa ou oriental com dança do ventre, programa executado por bailarinas dos países da CEI (São Países-Membros da CEI: Armênia, Belarus, Cazaquistão, Federação Russa, Moldávia, Quirquistão, Tadjiquistão, Turcomenistão, Ucrânia, Uzbequestão, desde 1991, e Geórgia e Azerbaidjão, a partir 1993) ou do Leste Europeu.

Clubes tendem a ser caros. Você não precisa pedir comida deles. Há alguns bons clubes de jazz com preços razoáveis ​​na área da American University. Os amantes de caminhadas ao ar livre vão ao famoso passeio marítimo de Beirut Raush.

Praias e piscinas naturais

As praias libanesas são divididas em basálticas (rochosas), cujas costas rochosas deságuam no mar, e arenosas. As praias de basalto são caracterizadas por águas muito limpas, e todas elas têm acesso conveniente à água.

Em praias arenosas, a água às vezes é pouco clara. Praias de areia estão disponíveis ao sul e ao norte de Beirute, em Jounieh e mais ao norte. A melhor praia de Beirute, na área de Ramlet al-Bayda, é municipal, ou seja, a entrada é gratuita, mas você tem que pagar por uma espreguiçadeira e um guarda-chuva. Jounieh tem um parque de diversões aquático para crianças.

Compras:

Há muito para comprar no Líbano. Os três principais distritos comerciais de Beirute: Bourges Hamoud – o distrito comercial barato no bairro armênio. Também existem mercados de ouro aqui, onde o ouro (de 18 quilates) é vendido a $ 9 o grama.

Principalmente os jovens se vestem aqui, mas há produtos para todas as idades. Área da rua Hamra – você pode comprar sapatos, roupas e artigos de couro.

Área comercial rica em Varda – para compras requintadas.

Jounieh tem bazares de roupas baratas e lojas ricas na área de Kaslik.

A cidade de Trípoli é famosa por suas fileiras douradas. É em Trípoli, na zona do antigo souq (bazar), que os apreciadores adquirem algo “original-nacional”.

Jubail (Byblos) e Beit al-Din também têm lojas especializadas em artesanato tradicional, especialmente fios e bordados. A área de Shufa é considerada o local onde se compra a melhor costura em seda. Ehden é conhecido por seu trabalho em cobre e metal; Jezzin – com facas magníficas e armas brancas; Rasheya – joias originais; Sarafand – vidro.

Você sabia que durante essa incrível viagem pelo Líbano eu também visitei a Síria? Não perca esse meu passeio e também visite esse país antigo.

Circuito de 7 dias pela Síria

Líbano, cultura, Atrações e mapa com as principais cidades:

Todas as atividades e passeios realizados no Líbano foram passeios de um dia, onde eu era pega no Hotel em Beirute. Ou seja, todos os passeios são feitos com saída de Beirute. O Líbano é muito pequeno, e você consegue rodar por todo o país dormindo no mesmo hotel em Beirute. O bom que não tem o desgaste de mudar de hotel com malaiada pesada não.

Líbano, Atrações, cultura e mapa com cidades:

Beirute: história, dica e informações

Beirute é uma verdadeira pérola do Mediterrâneo, uma cidade que ganhou o apelido de “Paris do Oriente Médio” por um motivo. A maioria das lojas, bancos, restaurantes e cinemas estão concentrados na área de Hamra, bem como inúmeros locais históricos e as magníficas praias de areia de Rafik Hariri Beach.

Onde fica Beirute:

Esta cidade é chamada por nomes diferentes. Alguns, por sua localização pitoresca na costa do Mediterrâneo, no sopé de altas montanhas, a chamam de pérola do Oriente Médio. Outros, prestando homenagem à atividade comercial reinante aqui, chamam Beirute de Suíça mediterrânea. Outros ainda, fascinados pelas mulheres mais elegantes e bonitas do Oriente, lojas maravilhosas, arquitetura européia, cafés e restaurantes aconchegantes, acreditam que o nome da Paris do Oriente é mais adequado para Beirute.

O último renascimento da cidade está acontecendo diante de nossos olhos. Após uma devastadora guerra civil de 15 anos (1975-1990) ) Beirute conseguiu se reconstruir em poucos anos e ficar ainda mais moderna e bonita.

Mas, provavelmente, o quarto nome reflete com mais precisão o caráter e a história da cidade: a cidade é uma fênix. Durante sua longa história, Beirute foi repetidamente destruída, mas todas as vezes ressurgiu das cinzas, ainda mais bonita do que antes.

Vem ver o incrível Hotel que nos hospedamos em Beirute: Imperdível. Muito bem localizado e em frente a um excelente Shopping Center cheio de ótimos restaurantes: Veja fotos, avaliações e preços e reserve aqui o Radisson Blu Hotel, Beirut Verdun

Outro hotel que nos hospedamos em Beirute e foi excelente também é o Three O Nine Hotel. Beeem mais barato que o outro e muitíssimo bem localizado. Ao redor tem inúmeros bares e restaurantes. Valeu muito a pena. Veja aqui as fotos, avaliações e reserve o Three O Nine Hote em Beirute. Veja que rooftop incrível

onde ficar em Beirute. Hotel com Rooftop

Corniche

Esse local em Beirute é chamado à maneira francesa: corniche (corniche). Este é um dos lugares agradáveis ​para caminhadas: por um lado, o mar, por outro – principalmente edifícios residenciais ricos, restaurantes, cafés, clubes, escritórios de representação de empresas estrangeiras. “Corniche” enquadra todo o oeste de Beirute dos lados norte e oeste. Este é um dos locais preferidos dos pescadores que tentam apanhar alguns peixes das rochas com canas compridas. E claro, este é um lugar para os amantes … Porém, não há menos comerciantes de todas as coisas (principalmente comestíveis) aqui. Ainda mais compradores. Aqui você pode ver todas as camadas e grupos da população de Beirute. O início da “corniche” (se você se mover de leste a oeste) é considerado um trecho do aterro chamado Mina al-Hosn Street.

Um cubo de cinco andares do St. George Hotel ergue-se na capa, localizado na costa de uma baía aconchegante do iate clube.

Raucha

Subindo a Avenue Charles de Gaulle, veremos o aterro chamado Rauscha (do francês rocher – “rocha”). Aqui está uma costa rochosa extremamente bonita. No mar, a algumas dezenas de metros da costa, erguem-se as encostas íngremes de duas pequenas ilhas – são as famosas Pigeon Rocks, ou Pigeon Rocks. Um charme especial é dado a eles por uma gruta feita pelas ondas do mar. Existem muitas lendas sobre este lugar em Beirute, principalmente relacionadas ao amor infeliz: desesperadamente apaixonados se jogaram dessas rochas para se suicidar.

E 400 metros depois da gruta – praias de areia, conhecidas como “Rafik Hariri Beach”. Esta é a única grande praia de areia na área de Beirute e, mais importante, municipal, ou seja gratuita.

Hamra Street:

Hamra está localizado no coração de Beirute. Recebeu o nome da rua central que por ela passa, considerada a principal artéria comercial e financeira da capital. A maioria das lojas, bancos, restaurantes e cinemas estão localizados aqui. Não há monumentos antigos aqui, edifícios modernos padrão estão por toda parte.

Mas aqui você pode sentir a vida da capital libanesa em pleno andamento.

Outros pontos Turísticos de Beirute:

A Universidade Americana de Beirute foi fundada em 1866 pelo missionário protestante Daniel Blissomi e era então chamada de Colégio Protestante Sírio. Vale a pena entrar no terreno da universidade para apreciar o luxo verde de seu parque e gramados, o canto dos pássaros e a paz que contrasta com a agitação das ruas de Beirute. Tem o seu próprio museu arqueológico interessante, fundado em 1868. Ele contém exposições magníficas do Líbano e de várias partes do Oriente Médio. São apresentados principalmente itens relacionados à história antiga e antiga, bem como à era bizantina, incluindo amostras de cerâmica da Mesopotâmia e do antigo Egito, datadas de 5 a 4 mil aC. e muito mais. O museu está aberto das 10h00 às 12h00 e das 14h00 às 16h00, no sábado das 10h00 às 12h00, a folga é domingo. Admissão grátis.

Não deixe de contratar:

1- Tour privado por Beirute com guia em português

Centro de Beirute

O centro de Beirute foi o que mais sofreu durante os dias da guerra civil. Hoje, o projeto mais ambicioso de recuperação do centro da cidade está sendo executado. Apesar da destruição e reestruturação geral, as principais atrações foram preservadas aqui. Entre o Grande Palácio (Grand Serai) e st. Riad al-Solkh (ligeiramente ao norte) estende-se pelo local de escavações arqueológicas. Banhos romanos foram encontrados aqui. Três salas principais podem ser distinguidas: o caldarium (seção quente), o tepidarium (quente) e o frigidarium (frio).

Rua Weigan

A rua Riad al-Solh, no norte, fica na rua Weigan. Esta último é notável por ser descendente direto da rua principal da cidade romana – o decumanus, que cruzava a cidade de oeste a leste.

Norte de st. Weigan são os antigos mercados conhecidos em Beirute como Souk Taouil. A sudeste, na Rua Weigan, fica a Grande Mesquita, também conhecida como Mesquita Omari.

Depois de 100 metros ao sul fica a famosa Praça Etoile (Praça da Estrela) – dela, realmente, como raios, as ruas divergem. A Rue Maarad, que vai da praça para o sul, foi criada à semelhança da parisiense Rue Rivoli. Depois de 150 metros ao sul ao longo da rua. Maarad até o cruzamento com a rua. O emir Bashir verá colunas romanas – aqui de sul a norte passou a segunda rua principal da cidade romana – cardo maximus.

Atrás das colunas ergue-se a Catedral de São Jorge (erguida em 1890). Após 100 metros – Praça dos Mártires (“Burj”). Desde 1772, esta área tornou-se conhecida como Cannon Square. E o nome “Praça dos Mártires” lembra a execução aqui em 1915 dos líderes do domínio otomano. A praça tem sido tradicionalmente o local onde ocorreram os principais acontecimentos da vida da cidade.

Ainda na Historia moderna de Beirute destaco a triste explosão do Porto, ocorrida em 2020.

Veja alguns passeios que você pode gostar de fazer em Beirute:

1- Ônibus turístico de Beirute;

2- Excursão ao Palácio de Beiteddine e Deir el Qamar

3- Excursão a Qana, Maroun al-Ras e castelo de Tebnin

Veja uma foto da cidade de Beirute: Linda capital do Líbano

Veja uma foto da cidade de Beirute: Linda capital do Líbano

Cidade de Jeita conheça a Gruta Jeita

No vale de Nahr Kadish, foram preservados mosteiros inexpugnáveis ​​de cristãos maronitas, esculpidos nas rochas. Aqui também está localizada a Gruta Jeita, onde um quilômetro de cavernas está aberto para inspeção, terminando em um salão com uma cúpula natural de 90 metros de altura, várias estalactites e estalagmites, a caverna inferior é o leito de um rio subterrâneo, onde a jornada ocorre em barcos.

Veja esse passeio super imperdível em Beirute: Excursão privada saindo de Beirute: Em uma das excursões privadas saindo de Beirute, você vai visitar Byblos, Harissa, as Gruta de Jeita / Vale de Beqaa com um guia exclusivo para você. Lembrando que qualquer da excrursão que você escolher é com um guia em Português.

Veja que foto linda tirada na Gruta Jeita:

Cidades do Líbano.

Líbano mapa: turismo no Líbano, principais cidades e curiosidades 

Trípoli:

Trípoli é a segunda maior cidade do Líbano, o principal porto da região norte do país. É conhecida desde a época dos antigos fenícios e já nessa época era um dos maiores centros comerciais e culturais do Mediterrâneo.

Essa segunda maior cidade do Líbano, às vezes afirmando ser a capital. Em termos de riqueza histórica, não é inferior a Beirute. Os moradores de Trípoli acreditam que sua cidade conseguiu preservar sua face histórica justamente porque permaneceu uma província. De fato, existem muitos monumentos da época dos sultões mamelucos e otomanos, e os mercados medievais de Trípoli e as ruas estreitas sobreviveram quase inalterados.

A maior parte da população da cidade é de muçulmanos sunitas, que são mais conservadores que os de Beirute e menos europeizados. A vida aqui flui de maneira oriental, medida e calma. Contrastando com a cidade velha, de onde largas avenidas levam à orla de Al Mina, os novos bairros ostentam uma arquitetura bastante moderna, restaurantes e lojas da moda. Embora o próprio distrito de al-Mina também seja muito antigo.

Era Helenística em Trípoli

Na era helenística, a cidade recebe o nome atual – Tripolis, que significa “cidade tripla”, ou seja, criada a partir de três assentamentos (na pronúncia árabe – Tarabulus). Agulhas altas de minaretes modernos competem com mesquitas mamelucas, bazares orientais brilhantes – com os edifícios dos cruzados, e no centro da cidade, dominando-o, a fortaleza de Raymond Saint Gilles, Conde de Toulouse, construída em 1289, fica sobre uma rocha.

A partir daqui, abre-se um panorama deslumbrante da parte antiga da cidade com um antigo banho turco, um caravançarai e um bazar. Se você olhar de perto, poderá ver a influência italiana na arquitetura de muitos edifícios.

Uma das notáveis ​​estruturas deste género – a torre quadrangular do Burj as-Saba – a Torre do Leão – tem este nome devido às imagens de leões, uma das quais situada por cima da entrada. Foi construído pelos mamelucos no século XV. E fazia parte do sistema de defesa costeira ao repelir os ataques otomanos.

A Mesquita Tanyal é linda, construída em 1336 sobre as ruínas da Igreja Carmelita, construída pelos cruzados. A entrada para a sala de orações é um exemplo único da arquitetura mameluca em Trypillia.

Castelo de Trípoli

No século XII, foi erguida a fortaleza do castelo de Saint Giles. Perto está a Grande Mesquita, construída sobre as ruínas da Catedral de Santa Maria do século XII. O melhor lugar para caminhar é o calçadão de al-Mina.

A partir daqui você pode solicitar um passeio de barco, por exemplo – para uma das ilhas próximas. Na maior delas – a Ilha das Palmeiras – desde 1992, foi estabelecida uma reserva nacional, onde vivem espécies raras de pássaros e tartarugas verdes. Há também vestígios da época romana e das Cruzadas. E fazia parte do sistema de defesa costeira ao repelir os ataques otomanos.

Muita gente me perguntou se vale a pena fazer um bate e volta até Trípoli. O negócio é o seguinte: Não tenha grandes expectativas, Trípoli é uma cidade normal e não é especialmente bonita, Beirute é até mais bonita. Trípoli tem uma obras de Oscar Niemeyer, sabia? Acho isso um super diferencial, mas tudo está meio inacabado, e é igual ao que tmeos no Brasil.

Massss foi uma cidade que eu adorei conhecer porque é bem menos turística que todas as outras, é menos cosmopolita e super autêntica. É um dos mercados mais autênticos que visitamos, adorei visitar o castelo e gostamos realmente de ver tudo: carros, restaurantes, etc.. Tudo me pareceu muito mais Libanês. Foi um dia muito agradável durante nossa viagem ao Líbano.

Veja essa atividade saindo de Beirute. Nós fizemos essa exursão e gostamos muito!

1- Excursão privada a Trípoli, Museu Nabu e Batroun

Líbano, mapa: turismo, principais cidades e curiosidades 

Líbano, mapa: turismo no Líbano, cultura, principais cidades e curiosidades 

Tyr/ Tiro/ Sur:

Tiro está localizado em uma península, formada pela fusão gradual de duas pequenas ilhas com o continente. Tiro é uma cidade lendária fundada pelos fenícios e mencionada muitas vezes na Bíblia. Ele está localizado no sul do Líbano e até hoje continua sendo um dos centros de comércio do Mediterrâneo. A cidade é composta pela parte antiga, localizada na ilha, e áreas novas. As ruínas da antiguidade, igrejas da era bizantina e dois portos construídos pelo rei fenício Hiram foram preservados aqui.

O porto de pesca é a parte mais colorida de Tiro. A atmosfera única é criada por barcos de pesca coloridos e oficinas onde os barcos são construídos com tecnologia tradicional e as artes de pesca são reparadas da mesma forma que se fazia há centenas de anos. Existem vários bons restaurantes e cafés na área. Os bazares estão localizados a sudeste do porto – não são tão grandes quanto em Trípoli, mas sempre animados e únicos à sua maneira.

Sítios arqueológicos em Sur

No lado sul está o sítio arqueológico de al-Mina, que já foi adjacente ao porto egípcio. Está dividida em duas Zonas: A Zona 1 (entrada pelo lado leste) está localizada onde ficava a fortaleza marítima fenícia de Tiro.

A rua principal, decorada com uma colunata de mármore. Mosaico permanece em alguns lugares. Pequenas ilhas no mar não muito longe da costa (no sudoeste) são na verdade os restos de um píer construído com enormes blocos que protegiam o porto egípcio. A Norte, atravessando a estrada, encontra-se a Área 2.

Embora ainda não acessível (escavações estão em curso), avista-se o imponente embasamento e colunas de granito restauradas da Sé de Santa Cruz (séc. XII). Al-Bass – Zona 3, localizada a 1 km a leste da Zona 2. Este é o continente da cidade antiga. Há uma rua decorada com uma colunata, que é uma continuação da da Zona 1. A estrada segue ao longo de uma grande necrópole romano-bizantina: existem muitos sarcófagos e monumentos funerários. A maioria pertence ao século II, os mais antigos datam do século II. AC, e o mais recente – século IV. Aqui você pode ver sarcófagos de mármore com baixos-relevos.

A Reserva Costeira de Thira foi estabelecida em 1998 ao sul da cidade de Sur em uma área de 8 metros quadrados. km. As marchas se estendem aqui, onde as aves migratórias param na primavera e no outono, e as praias arenosas no verão se tornam um dos poucos lugares na Terra onde raras tartarugas marinhas verdes e de cabeça grande põem seus ovos.

Uma das ruínas mais legais que conhecemos nas cidades do Líbano

Líbano, mapa: turismo, principais cidades e curiosidades 

Líbano, mapa: turismo no Líbano, cultura, principais cidades e curiosidades 

Zahle:

Zahle está localizado a uma altitude de 945 m acima do nível do mar. Tem um clima agradável, relativamente fresco e seco, tornando a cidade uma popular estância de veraneio. Estende-se ao longo das margens do rio Birdauni, que desce as encostas do Monte Sanin.

Zahle é um dos centros da vida intelectual e cultural do Líbano. A população da cidade é em sua maioria católicos gregos. Em 1860, Zahle foi seriamente danificada durante os confrontos drusos-cristãos. Mas em 1885, em conexão com a abertura da ferrovia Damasco-Aley, que passava por Zahle, a cidade começou a reviver rapidamente. Na parte oeste, uma torre de concreto de 54 metros se ergue acima da cidade, coroada por uma estátua de bronze de 10 metros da Virgem Maria. Este monumento é chamado de Nossa Senhora de Zahle e Beka. O elevador chega ao deck de observação no topo do edifício.

Conheça as vinícolas/adegas em Zahle:

Recomendamos visitar as adegas da vinícola Ksara. (Kav de Ksara – porões de Ksara). Na Idade Média, havia um palácio fortificado aqui, daí o nome – Ksara – o palácio. Os solos e o clima locais são extremamente bons para o cultivo de uvas usadas na produção de vinho. As adegas de Ksara estão localizadas em cavernas naturais que se aprofundam nas profundezas da rocha, seu comprimento é de 2 km. Ao final do passeio pelos túneis de Ksara, certamente você será convidado a degustar algumas variedades dos famosos produtos da planta. O vinho branco e tinto “Ksara” compete com sucesso com os vinhos franceses e é exportado para vários países ao redor do mundo. Estendendo-se profundamente na rocha, seu comprimento é de 2 km. Ao final do passeio pelos túneis de Ksara, certamente você será convidado a degustar algumas variedades dos famosos produtos da planta.

Não deixe de contratar! Essa excursão é imperdível! Excursão a Baalbek + Visita às adegas de Zahlé

Fizemos uma ótima degustação em uma das principais vinícolas no Líbano. Durante a sua viagem não deixe de fazer.

Líbano, mapa: turismo, principais cidades e curiosidades 

Líbano, mapa: turismo no Líbano, principais cidades e curiosidades 

Byblos/ Jbeil

Jbeil (Byblos), 37 km ao norte de Beirute, é uma das cidades mais antigas do mundo, onde muitos monumentos de civilizações antigas foram preservados.

Essa cidade libanesa é considerado como simplesmente o lugar habitado mais antigo do mundo. Byblos (Biblos) também é uma das cidades fenícias que resistiu muito ao tempo sem perder o charme. 

O município libanês nasceu às margens do mar mediterrâneo, entre grandes muralhas e existe há muitos e muitos anos, desde o antigo período neolítico (que vai entre 6.999 e 3.100 a.C. Você sabia que foi aqui que nasceu o alfabeto?

Além disso, em Byblos existia vários povos, inclusive os gregos, que extraíam a planta papiro para fazer seus documentos.

Como eu disse anteriormente, Byblos é conhecida pelos árabes como Jbeil, e fica a 40 km da capital Beirute. Muitas pessoas fazem um bate e volta da capital. Nós dormimos lá uma noite e foi maravilhoso, um dos lugares que mais gostamos de dormir no Líbano.  Essa cidade do Líbano conta com um preservado e revitalizado centro histórico revitalizado e ótimos museus.

A cidade libanesa de Byblos é o endereço de hotéis, resorts e praias muito badaladas. Costumo brincar que Byblos é a Búzios libanesa, e recebe várias festas culturais, principalmente no quente verão libanês (entre junho e setembro).

O que fazer em Biblos em 1 dia: Não deixe de visitar o sítio arqueológico, considerado Patrimônio Mundial pela Unesco, e também o antigo souk (mercado), além da Igreja católica de São João Batista.

Veja essa atração em Byblos, saindo de Beirute que você não pode perder:

1- Excursão a Byblos e mosteiros de São Maron e São Hardini

Não deixe de dormir uma noite em Byblos, a cidade é pitoresca e lindinha. Reserve aqui seu hotel em Byblos. Venha ver o hotel que decidimos nos hospedar. Veja as fotos, avaliações e preço:

Byblos Sur Mer. Esse hotel é mega disputado.
Se você não conseguir reservar ele, recomendo também o Aleph Boutique Hotel
que voc~e vai adorar. Ele tem um café da manhã fabuloso e super bem localizado. Além de ser mais barato.

Líbano, mapa: turismo no Líbano, principais cidades e curiosidades 

Sídon (Saida)

Saida, ou Sidon, localizada 48 km ao sul de Beirute, já foi a capital da mais poderosa das muitas cidades-estado fenícias. Aqui você pode ver as majestosas fortificações da época das Cruzadas e as ruínas dos templos fenícios.

A 1 km ao norte da cidade de Sayda é um sítio arqueológico único – o complexo do templo de Eshmun. O complexo do templo foi erguido pelos fenícios e dedicado ao patrono celestial de Sidon, o deus da saúde e longevidade – Eshmun. A maioria dos edifícios data do século IV aC.

A cidade é pitoresca e localizada na costa mediterrânea, Sídon ( em árabe é Saida) é um balneário charmoso com uma história de vários anos atrás, super rica, e muito preservada, com ruínas e museus, além de boas opções de praias.

Você sabia que Saida (Sidon) é a terceira maior cidade do Líbano? O local tem grande valor religioso para nós cristãos. Isso porque foi palco muito importante de passagens bíblicas, incluindo até uma visita de Jesus Cristo.

Outro ponto interessante a se destacar é que Saida (ou Sídon) é citada na Bíblia, no Velho Testamento como sendo “a primogênita de Canaan”. Incrível né?

Saida (Sidon) é também um dos principais portos antigos do Líbano por conta da sua ótima localização. Essa cidade libanesa abriga diversas ruínas de castelos. Destaco o  Castelo do Mar, construído no início do século XIX, bem às margens do Mediterrâneo, e um Castelo chamado de  Castelo de São Luís.

Destaco também o Mercado (chamado de Souk) bem no centrinho histórico e não deixe de aproveitar para conhecer o antigo porto.

Veja eu numa pracinha em Sídon (Saida), uma das cidades mais pitorescas do Líbano.

Líbano, mapa: turismo, principais cidades e curiosidades 

Líbano, mapa: turismo no Líbano, principais cidades e curiosidades 

Balbeque

Balbeque são ruínas romanas que mais me impressionaram na vida. É uma pequena cidade no vale de Bekaa, situada entre as montanhas libanesas e antilibanesas. O maior complexo de templos erguido no Império Romano está localizado aqui, a escadaria principal e propilaea, o pátio octogonal, o pátio principal com altar e piscinas para abluções rituais foram preservados quase em seu estado original, o templo de Baco foi bem preservado (formalmente, um pequeno templo, embora compita em tamanho com o Partenon), o Grande Templo – o templo de Júpiter, o templo fenício do deus sol Baal, que mais tarde foi reconstruído pelos romanos, o quase destruído templo de Vênus. Concertos e festivais de artes são realizados aqui, para os quais estrelas mundialmente famosas são convidadas.

É aqui em Baalbek as ruínas romanas mais antigas e bem preservadas do mundo

A cidade de Balbeque é também conhecida no mundo antigo como Heliópolis. Essa cidade fez parte também de Fenícia, e sem dúvida é um dos maiores pontos Turísticos do Líbano.

Esse sítio arqueológico é realmente impressionante e destaco aqui os imensos Templos de Baco, Vênus e Júpiter.

Você realmente vai se surpreender com esse local.

Veja essas atividades saindo de Beirute e contrate por aqui:

1- Excursão a Baalbek + Visita às adegas de Zahlé

2- Excursão privada saindo de Beirute: Em uma das excursões privadas saindo de Beirute, você vai visitar Byblos, Harissa, as Gruta de Jeita / Vale de Beqaa com um guia exclusivo para você. Lembrando que qualquer da excrursão que você escolher é com um guia em Português.

3- Excursão a Shouf Cedars e ao Palácio de Beiteddine

Siga o Blog no Instagram, pode perguntar todas as dúvidas que você tiver da viagem ao Líbano ( que foi feita em 2023) e acompanhe nossas viagens em tempo real.

Líbano, mapa: turismo no Líbano, principais cidades e curiosidades 

Harissa

A cidade de Harissa coloca como factível o convívio entre os religiosos muçulmanos e os religiosos cristãos libaneses. 

Aqui em Harissa há uma estátua de Virgem Maria bem no principal local de peregrinação de muçulmanos. Isso deixa claro a tolerância religiosa entre as pessoas.

A cidade de Harissa fica bem às margens do Mar Mediterrâneo e a vista é linda. Do topo da colina mais alta daqui se consegue ter uma linda vista panorâmica do mar e as montanhas.

Tem um bondinho e um funicular, e se prepare para esperar, porque a fila as vezes é bem grande. É um ponto turístico bem disputado entre as famílias no Líbano.

Imperdível esse passeio: Excursão a Byblos, Gruta de Jeita e Harissa

2- Excursão a Maghdouché e Jezzine

Líbano, mapa: turismo no Líbano, principais cidades e curiosidades 

Bsharri

A cidade de Bsharri foi construída no alto, a cerca de 1.000 metros acima do nível do mar. Podemos dizer que Becharre é um destino bem pitoresco e curioso localizado ao Norte do Líbano. Aqui vivem algumas pessoas denominadas de ermitãos católicos (considerados os únicos do mundo).

Para saber mais sobre a história dessas pessoas que vivem isoladas, recomendo visitar as seguintes regiões: o Vale Kadisha e também a Gruta de Kadisha.

O Gibran Museum também tem sua visita recomendada. Ele está instalado em uma caverna que foi habitada por pessoas eremitas desde o século VI. Esse museu conta a história da vida do famoso escrito e filósofo Kahlil Gibran. Kahlil Gibran é um dos maiores expoentes artistas libaneses.

Nas proximidades da cidade de Bsharre, existe um bosque de cedros reservado, no qual várias dezenas de cedros lendários foram preservados. As florestas dessas árvores já cobriram todo o Líbano. Alguns dos cedros locais têm entre 1.500 e 2.000 anos.

Então se você estiver indo ao Museu do Kahlil Gibran, no caminho, não deixe de conhecer a famosa Floresta de Cedro. Essa Floresta de Cedro tem milhares de anos e uma curisosidade interessante é que ela foi citada quase 80 vezes na Bíblia, na parte do Velho Testamento.

Líbano, mapa: turismo no Líbano, principais cidades e curiosidades 

Anjar

Ain Anjar – as pitorescas ruínas de uma das residências dos califas omíadas, construídas com elementos de edifícios antigos e combinando intrincadamente as técnicas da arquitetura bizantina e oriental.

Anjar foi também tombada como Patrimônio Mundial da Unesco. Essa cidade muçulmana também tem cerca de 1.000 anos de história. Dessa forma, como a maioria dessas cidades libanesas, pode ser um agradável passeio de bate-volta a partir de Beirute, pois ela está localizada a cerca de 59 km de distância.

Em Anjar foi construída uma fortaleza no século VIII e por isso possui grandes obras arquitetônicas imperdíveis. Essas relíquias foram herdadas dos califas.

Líbano, mapa: turismo, principais cidades e curiosidades 

Faraiya

Faraya é uma vila e município no distrito de Keserwan da província de Keserwan-Jbeil, no Líbano. Está localizado a cerca de 46 km ao norte de Beirute. Essa região é o local que os libaneses curtem esquiar. A paisagem é linda, e se você vier aqui no inverno consegue ver boas doses de neve. Os habitantes de Faraya são predominantemente cristãos maronitas.

Cidades do Líbano para esquiar

Líbano, mapa: turismo no Líbano, principais cidades e curiosidades 

Jounieh

Jounieh é um subúrbio resort de Beirute, onde está localizado o famoso Casino du Liban, as residências do núncio papal e do patriarca da Igreja Armênia, igrejas cristãs do século XVII.

Líbano, mapa: turismo no Líbano, principais cidades e curiosidades 

Zahla

O resort de Zahla, localizado a 50 km ao sul de Beirute, é conhecido por seu complexo de palácios Beit ad-Din, que serve como residência de verão do presidente do Líbano

Líbano, mapa: turismo no Líbano, principais cidades e curiosidades 

História

A história antiga do Líbano está ligada aos fenícios – os famosos navegadores, os descobridores de cantos até então desconhecidos do Mediterrâneo e os inventores do alfabeto.

Vimos acima as cidades que eles fundaram, Tiro, Sidon, Byblos e Beirute, ainda estão aqui.

No século IV aC. A Fenícia foi conquistada por Alexandre, o Grande, e, após o colapso de seu império, o domínio da dinastia selêucida foi estabelecido no território do Líbano moderno. Do século I ao IV, o poder do Império Romano estendeu-se às terras do Líbano. Ao mesmo tempo, o cristianismo estava se espalhando aqui.

Os árabes que vieram para cá no século 7 trouxeram consigo uma nova religião – o islamismo, mas o cristianismo mantém uma forte posição no Líbano hoje.

Nos séculos 11 a 13, o Líbano pertencia aos cruzados, e o final da Idade Média foi inteiramente associado ao Império Otomano. Após seu colapso, o Líbano tornou-se uma colônia francesa e conquistou a independência apenas em 1941.

No período de 1975 a 1989, ocorreu uma guerra civil no Líbano, que prejudicou significativamente a economia do país. Após a guerra, começou a restauração ativa do Líbano. Em 2006, o país quase alcançou a estabilidade pré-guerra, mas a guerra de julho com Israel novamente mergulhou a república no caos. O Líbano sofreu pesadas baixas civis, mas como antes, o povo libanês se levantou e continua a crescer e prosperar.

Líbano, mapa: turismo no Líbano, principais cidades e curiosidades 

Líbano: curiosidades

1- No Brasil tem mais libanês do que no próprio Líbano. Estima-se que são mais de 11 milhões de libaneses e descendentes no Brasil, contra os 6 milhões que vivem propriamente no Líbano. No ano de 2021, são comemorados os 141 anos do início oficial da imigração libanesa para o Brasil.

2- O mapa do Líbano mudou nos últimos anos. O Líbano foi alvo de explosões, ataques e ocupações de outros povos e isso reconfigurou cidades e regiões.

3- A capital, Beirute, tem apelido de Fênix, pois foi já foi destruída e reconstruída várias sete vezes ao longo da história! Mas isso não impediu que as pessoas e o povo libanês construísse uma nação bem forte e muito unida.

3- Foi no territorio libanês que nasceu a primeira faculdade de direito do império romano, além da primeira Constituição Federal do oriente médio (mundo árabe).

4- Apesar de existir forte influência árabe no Líbano, boa parte do povo libaneses não é de origem muçulmana: 40% da população do país tem o cristianismo como religião. Veja esses dados: Religiões: 54% — islamismo, 40% — cristianismo, 6% — outras.

As primeiras referências ao Líbano estão ligadas aos fenícios, um povo semita considerado inventor da navegação e do alfabeto, é o endereço da cidade mais antiga do mundo (Biblos) e teria sido palco do primeiro milagre de Jesus Cristo.

É isso mesmo que você leu: o Líbano foi um cenário importante para os povos semitas e cristãos, tendo sido mencionado cerca de 150 vezes no Velho Testamento.

Líbano, mapa: turismo no Líbano, principais cidades e curiosidades 

Segurança

Antes de viajar para o Líbano, é recomendável fazer um seguro de saúde e vacinar-se contra hepatite A e B, difteria, tétano e febre tifoide. Em Beirute e outras grandes cidades do país, a água da torneira é considerada segura para beber. No entanto, é melhor para os estrangeiros beber e fazer gelo usando água engarrafada.

Os estrangeiros devem evitar temas relacionados à política, não discutir as características de diferentes etnias, não tirar fotos dos moradores locais sem sua permissão e tirar os sapatos ao entrar nas mesquitas. As mulheres não devem usar minissaias e roupas brilhantes e, mais ainda, banhos de sol em topless.

Líbano, mapa: turismo no Líbano, principais cidades e curiosidades 

Esporte

Os locais de mergulho locais estão localizados na parte oriental do Mar Mediterrâneo, onde o mundo subaquático não é muito diversificado e as paisagens subaquáticas são semelhantes às do deserto lunar. Porém, mergulhar aqui é possível durante todo o ano, pois a temperatura da água não cai abaixo de +16 graus mesmo no inverno. Nas montanhas do Líbano, que fazem fronteira com a parte central da costa mediterrânea do país, existem 6 estações de esqui. A temporada de esqui vai de dezembro a abril e, no início e no final da temporada de esqui, observam-se condições climáticas amenas na costa, portanto, depois de esquiar, você pode ir às praias arenosas ou visitar antigas cidades costeiras.

Líbano, mapa: turismo no Líbano, principais cidades e curiosidades 

Cozinha

A culinária libanesa, embora baseada inteiramente nas tradições árabes, é fortemente influenciada pela culinária mediterrânea. Uma característica da culinária libanesa é o uso bastante extensivo de carne de porco, uma grande quantidade de vegetais frescos, azeite, especiarias e pinhões.

A base para pratos de carne são frango, cordeiro e vitela. Os mais populares são o patê de carne de cordeiro com “kibbe” de trigo triturado, cordeiro com cebola, pimentão e tomate “lam-mishvi”, shaurma, espetadas, todos os tipos de frango com molhos diversos.

Muito popular é o café árabe, que é muito forte, assim como o chá com menta. Dos refrigerantes, são comuns vários sucos com gelo, compota de passas com pinhões “dzhelab” e bebida láctea fermentada “airan”.

Não deixe de Contratar: Tour de street food por Beirute

Líbano, mapa: turismo no Líbano, principais cidades e curiosidades 

Vida noturna

A vida noturna mais intensa com muitos bares, restaurantes, boates e discotecas acontece nos bairros cristãos de Beirute. Os amantes do ar puro fazem caminhadas noturnas ao longo do famoso calçadão de Beirute, e os amantes do jogo deixam seu dinheiro no cassino mais popular do mundo árabe, o Casino du Liban em Jounieh.

Líbano, mapa: turismo no Líbano, principais cidades e curiosidades 

Shopping

Em Beirute é fácil encontrar lojas chiques que vendem as marcas mais prestigiadas do mundo, mas os preços são bem mais baixos do que em centros europeus como Paris ou Londres. As lojas estão normalmente abertas das 8h00 às 17h00 e os grandes supermercados até às 20h00-22h00. A área comercial mais popular é a área de Hamra, onde você pode comprar sapatos, roupas e artigos de couro. Para fazer boas compras, dirija-se à área de Varda. Para lembranças, vale a pena ir até a cidade de Trípoli, onde fica o mercado mais antigo do país, em funcionamento desde o século XIV, Sur ou Saidu. As lembranças libanesas mais populares são de madeira, faiança, ouro e prata.

Líbano, mapa: turismo no Líbano, principais cidades e curiosidades 

Feriados

1º de janeiro – Ano Novo

9 de fevereiro – Dia de São Maroon

1º de maio – Dia do Trabalho

6 de maio – Dia dos Mártires

25 de maio – Dia de Resistência e Libertação

1º de novembro – Dia de Todos os Santos

22 de novembro – Dia da Independência

25 de dezembro – Natal.

Líbano, mapa: turismo, principais cidades e curiosidades 

Telefones úteis:

Polícia – 112.160;

Polícia Turística – (01) 350-901, 343-286.

Ministério do Turismo – (01) 340-940 /941/942/943/944

Ambulância – 140, (01) 865-561, 863-295

Help Desk – 120

Beirut Airport Information – (01) 628-000, 629-065

Corpo de Bombeiros – 175, (01) 445-000

Veja mais artigos que você pode gostar:

1- Roteiro de 7, 10 e 12 dias nos Emirados Árabes: Dubai e Abu Dhabi

2- Hurghada, Egito: onde ficar, o que fazer, melhor época para ir e mais

3- Roteiro Egito: veja como planejar sua viagem de 7, 8 12, 15 e 20 dias no Egito

4- Luxor, Egito: 16 coisas para fazer e os melhores hotéis

5- Viagem a Israel- Jericó e Belém, Cisjordânia, Palestina. Bate e volta de Jerusalém.

6- Roteiro e o que fazer em Jerusalém: religiosidade e história na viagem

7- Mundo Viajante – City tour Ilhéus