Costa Rica: Informações antes de ir

Muita gente me perguntou porque resolvemos ir à Costa Rica e eu confesso que fiquei tentada em conhecer o país depois que nossa Uber Model Gisele Bündchen anunciou pra todo mundo que gostava de passar suas férias lá, e olha que isso tem muito tempo.

E quando eu estudava direito na faculdade aprendia sobre os Direitos Humanos e falava-se muito da CONVENÇÃO AMERICANA DE DIREITOS HUMANOS de 1969, o famoso PACTO DE SAN JOSÉ DA COSTA RICA.

Vindo pra cá, descobri que o país é um dos mais ecológicos do mundo, com 4% de toda biodiversidade do nosso planeta.

Ele fica numa das áreas geológicas mais instáveis do globo, com vulcões nos vales e montanhas, sendo cinco ativos, e pelo menos 60 extintos.

Localizando a Costa Rica

Mapa da Costa Rica retirado do site other world map

É um estreito país na América Central, situado entre a Nicarágua e o Panamá, com saídas a leste pelo mar do Caribe, e a oeste pelo Pacífico (com apenas 120 quilômetros de distância entre esses mares, já pensou que sonho ver o nascer do sol no Caribe e o entardecer no Pacífico?!

Sua capital é San José que também é seu maior e mais populoso centro urbano.

Um pouco da história sobre a Costa Rica

A Costa Rica foi descoberta por Cristóvão Colombo em sua quarta viagem à América, em 1502. Encontrados os primeiros indícios de ouro, usado em ornamentos indígenas, os espanhóis planejaram um núcleo de colonização sob o comando de Bartolomeu Colombo, irmão do descobridor. Expulsos logo a seguir pelos indígenas, só conquistaram a região em 1530. Antes de tornar-se província da capitania-geral da Guatemala, em 1540, Costa Rica chamava-se Nova Cartago.

Um arqueólogo examina uma das grandes esferas de pedra do Delta de Diquís, na Costa Rica. Os estudiosos encontraram cerca de 300 esferas como essa na área. Elas foram construídas por povos pré-colombianos (ou seja, que habitavam a região antes da chegada dos europeus). Esse sítio arqueológico é considerado Patrimônio da Humanidade pela UNESCO.
Jeffrey Arguedas—EPA/Shutterstock.com

A Costa Rica tornou-se independente em 15 de setembro de 1821 e três anos depois uniu-se, por pouco tempo, ao México. Em 1824 passou a integrar a Federação Centro-Americana, dissolvida em 1838.

Chamada de Suíça das Américas, a nação é conhecida por sua democracia estável em uma região marcada por instabilidades políticas e por sua força de trabalho altamente qualificada, a maioria dos quais fala a língua inglesa. O país gasta cerca de 6,9% do seu orçamento em educação, acima da média global de 4,4%.

Desde então, a Costa Rica permaneceu entre as nações mais estáveis, prósperas e progressistas da América Latina. Após a breve Guerra Civil Costarriquenha, o país aboliu permanentemente seu exército em 1949, tornando-se um dos poucos países soberanos sem forças armadas permanentes.

Impossível falar da história sem citar o ecoturismo e desenvolvimento sustentável.

A Costa Rica tem políticas ambientais progressistas. É o único país a cumprir todos os cinco critérios do PNUD (Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento) estabelecidos para medir a sustentabilidade ambiental e ocupa a terceira posição nas Américas em relação ao Índice de Desempenho Ambiental. A nação foi duas vezes classificada como o país com melhor desempenho no Índice Happy Planet da New Economics Foundation (NEF), que mede a sustentabilidade ambiental, e foi identificado pela NEF como o país mais verde do mundo em 2009. A Costa Rica planeja se tornar um país neutro em carbono até 2021, sendo que, até 2016, 98,1% de sua eletricidade foi gerada a partir de fontes renováveis, especialmente hidrelétrica, solar, geotérmica e biomassa. Na classificação do Índice de Competitividade em Viagens e Turismo de 2011 a Costa Rica ficou no 44º lugar em nível mundial e em segundo na América Latina, superado somente pelo México.

Ou seja, se você gosta de natureza, aqui é a sua viagem!

Como chegar à Costa Rica ?

Não há vôos diretos do Brasil para a Costa Rica, tendo que fazer uma escala. A Copa Airlines com conexão no Panamá ou Avianca com conexão em Bogotá, Colômbia fazem esse trajeto.

Nós entramos na Costa Rica duas vezes. A primeira vindo do Rio de Janeiro, Brasil, num vôo com escala em Bogotá até San José, na Costa Rica. O aeroporto de chegada na Costa Rica fica na capital – San Jose e chama-se Aeropuerto Internacional Juan Santamaria.

E a segunda vez num bate e volta, numa van de Turismo, por terra, fomos até a Nicarágua, no norte do país, e depois voltamos, no mesmo dia. Contratamos esse serviço diretamente do Brasil, com certa antecedência. Esse passeio é bastante realizado de modo turístico. O passeio custou 100 dólares por pessoa com tudo incluído. A agência foi a Plus Papagayo.

Recomendo bastante a empresa. Achei no site do TripAdvisor, mandei e-mail e negociei tudo à distância.

Pagamos cerca de R$ 2,600. Mas vira e mexe eu vejo promoções mais baratas que isso. Compramos em setembro para voar no réveillon, que é alta temporada.

Melhor época para visitar a Costa Rica

A melhor época para visitar o país é a estação seca, que vai do final de dezembro até Abril. Fomos em dezembro e Janeiro e pegamos dias bastante agradáveis. Na região da praia fez um calor gostoso, e em La Fortuna fez um clima bem gostoso, bastante fresco, e com alguma chuva (bem pouca). Natal, Ano Novo (época que fomos) e a semana santa são os períodos mais turísticos do país.

Costa Rica tem furacão?

Essa é uma das grandes dúvidas de quem gosta de viajar para o Caribe. E como a Costa Rica tem uma parte localizada no Caribe é bom que todos saibam.

Para a nossa alegria a Costa Rica se encontra fora da rota dos furacões.

Documentos e vacinas para entrar na Costa Rica:

Para viajar pra cá você apenas precisa de passaporte, carteira internacional de vacinação comprovando a vacina contra febre amarela, carteira de habilitação se for dirigir e alugar um carro. Visto não é necessário para viajar para a Costa Rica.

O SEGURO VIAGEM não é obrigatório, mas é importantíssimo viajar com ele. Consulte preços de vários aqui e veja qual funciona melhor pra você. Utilize meu link para obter um ótimo desconto na hora de fechar a compra:

Quantos dias para visitar a Costa Rica:

Pergunta difícil, hein? Sempre respondo que o ideal são os dias que você possui pra viajar. Sempre tem muita coisa para fazer. Nós ficamos apenas 8 dias, mas o ideal seria uma semana a mais. Nesse texto aqui contei todo o nosso roteiro e te falo que ficou faltando pelo menos os seguintes lugares: A Floresta Tropical de Monteverde, o Parque Nacional Manuel Antonio e a região do Caribe.

Por onde andamos na Costa Rica

Em nosso roteiro ficou um gostinho de “quero mais”:

Como rodamos bastante no país, dando cerca de 1108 km, nos hospedamos em diversos lugares. Todos eles foram reservados pelo Booking.com:

San Jose: Hotel Park Inn San Jose by Radisson (1 noite)

La Fortuna: Hostel Backpackers La Fortuna (2 noites)

Playa del Coco, Guanacaste: Casa na Villa Riviera (3 noites)

San Jose: Hotel Aranjuez (2 noites)

VEJA AQUI O MEU ROTEIRO COMPLETO NA COSTA RICA

Qual moeda usamos na Costa Rica?

Artesanato com as notas de dinheiro da Costa Rica. São lindas!

Tanto o dólar Americano quanto cartões de crédito são bem aceitos. A moeda oficial é o Colón costa-riquenho. Pagávamos tudo em dólar ou cartão de crédito. Mas recebíamos o troco em Colón.

Qual é o idioma e a religião na Costa Rica?

O idioma oficial é o espanhol. Mas tivemos a impressão que por lá todo mundo fala inglês. E a religião preponderante é a Católica.

Em Cartago, visitando a Basílica mais famosa do país. Nuestra Señora de los Ángeles

Como circular pela Costa Rica?

É possível viajar de ônibus. As cidades possuem terminais rodoviários e muita gente faz os trechos de ônibus, inclusive de um país para o outro.

A Tica Bus é a maior empresa de transporte rodoviário da América Central e é também a única que possui linhas diárias com itinerário entre o Panamá e o Sul do México.

https://www.ticabus.com/

Nós alugamos um carro e fizemos uma “road trip”. Pelas minhas pesquisas antes de ir constatei que era o mais recomendado porque tínhamos pouco tempo.

Como foi dirigir pela Costa Rica?

Como o país preza pela preservação de sua fauna e flora, a intenção não é criar grandes rodovias, quanto menos impacto ambiental, melhor. Dessa forma, elas se mantêm bem estreitas e sinuosas.

De modo geral foi bem tranquilo. Mas pegamos muitas estradas pequenas, de mão dupla, com muitas curvas e velocidade reduzida. E, detalhe importante, se você puder, alugue um carro 4×4. Nós não pegamos e nos arrependemos.

Alugamos o carro na RentCars.com, daqui do Brasil mesmo (reservar com antecedência é muito importante).

Na nossa viagem quase não encontramos pedágio. Apenas um na volta para San Jose, na entrada da cidade porque pegamos uma auto estarda.

Você provavelmente vai precisar de um chip de internet para usar os aplicativos de trânsito como o Waze ou Google Maps.

Veja aqui o chip de celular recomendado pelo blog.

Clique aqui para saber sobre as praias na Costa Rica

Clique aqui para ver nosso roteiro na Costa Rica

Clique aqui para ver nosso dia de passeio na Nicarágua, saindo da Costa Rica

Américas Costa Rica

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: