Viajar é tão bom que encontramos formas até mesmo em casa, cozinhando. E eu como toda boa mineira que sou, inicio a série de posts sobre receitas de comidinhas e bons drinks pelo mundo com nosso delicioso pão de queijo mineiro, fácil de fazer:

História do pão de queijo:

Se você achou que aqui no blog teria apenas a receita e pronto se enganou profundamente. Claro que pesquisei as histórias e outras curiosidades dessa iguaria mineira, antes de compartilhar a receita com vocês.

O pão de queijo é um pãozinho famoso por ser mineiro, com uma massa flexível, salgada, e claro, com bastante queijo.

Conseguimos encontrar esse petisco em todo o Brasil e em alguns lugares, possui nome diferente, além disso, existem várias especulações de como ele realmente surgiu:

variação da Chipa argentina/paraguaia:

Alguns historiadores dizem que ele é oriundo da América do Sul, e pode ser considerado uma variação da “chipa”. A chipa é uma receita criada pelas missões jesuíticas, com influências indígena e europeia, que é típica do Paraguai. Acredita-se que chegou ao Brasil por volta da década de 1860.

Você pode gostar: Turismo na Argentina: Visite um dos primeiros destinos internacionais dos brasileiros

Chipa Paraguaia. Em geral, o preparo de sua massa requer polvilho, óleo vegetal ou azeite de oliva, queijo ralado, ovos e sal. Após pronta a massa, as chipas são moldadas em forma de “ferradura” e levadas ao forno para assar. Pode-se acrescentar margarina no lugar do óleo vegetal. O pão de queijo brasileiro é uma das variações sul-americanas da receita. Foto retirada da Wikipedia. Por Ekem em Wikipédia em inglês, CC BY-SA 3.0,

Os primeiros registros da receita de pão de queijo mineiro são da década de 1950. Já nos nos anos 60 do século passado, a receita foi disseminada pela cozinheira e empresária mineira Arthêmia Chaves Carneiro, que vendia a iguaria em diversos restaurantes do estado de São Paulo.

Leia também: O que visitar em Tiradentes: roteiro completo para o final de semana

Pão de queijo criado nas fazendas em Minas Gerais no século XVIII

Há também quem diga que a receita do pão de queijo mineiro foi criada em Minas Gerais, no século XVIII, quando as cozinheiras das fazendas utilizavam em suas receitas de pães a farinha de mandioca (que mais tarde ficou conhecida como polvilho) ao invés de utilizar a farinha de trigo, trazida pelos portugueses.

Dessa forma, elas cozinhavam para os senhores e, além do polvilho, eram colocados também queijos que estavam sobrando na cozinha e acabavam endurecendo. Na época, era costume pegar um pedaço de pão de queijo e comer de sobremesa (gostei dessa moda antiga!).

Além disso, pelas pesquisas, algumas cozinheiras também colocavam na massa ovos e o leite, faziam enroladinhos com a massa e levava ao fogo. Dessa forma, para nossa alegria, então, os pãezinhos foram criados.

enfim
enquanto
então
entretanto
eventualmente
igualmente
inegavelmente
inesperadamente
mas
outrossim
pois
porquanto
porque
portanto
posteriormente
precipuamente
primeiramente
primordialmente
principalmente
salvo
semelhantemente
similarmente
Foto retirada da Wikipedia. Por Acfariac – Obra do próprio, CC BY-SA 4.0,

Você também pode gostar: Hotel Fazenda RJ: Final de semana no St. Robert com crianças

Herança dos Portugueses;

Como foi dito anteriormente, a história da receita do pão de queijo é controversa, portanto, existe uma outra que fala sobre ter nascido no Brasil, no século XVI, a partir da fusão dos ovos e do leite com a mandioca, até então considerada o pão dos índios que habitavam o Brasil, antes dos portugueses chegarem. Importante dizer que nessa junção também já se incluía o queijo.

Uma curiosidade que dá veracidade às histórias é que a disseminação do pão de queijo mineiro aconteceu após a década de 1850, com o desenvolvimento de mercados e quitandas onde eram comercializados bolos, broas e biscoitos (ou seriam bolachas?!). Desde então esse quitute passou a ser consumido em todo Brasil .

Mas afinal, por quê a receita de pão de queijo tem fama de ser mineira?

Bem, você já veio a Minas Gerais? A gastronomia mineira evoluiu muito através dos séculos, no entanto, o pão de queijo permaneceu. Hoje em dia, assim que você chega em Minas, ao ser recebido pelas casas mais tradicionais, no interior, você é recebido com pão de queijo.

Nós servimos o pão de queijo mineiro com o café passado no coador de pano, além da broa de milho e outras gostosuras. A melhor parte da casa de um mineiro é a cozinha. E engraçado que certa vez uma amiga de outro Estado do Brasil chegou aqui em casa, em Minas e disse: Gente, que incrível! A mesa da sua casa fica posta o dia todo. Hahaha. Ou seja, aqui em Minas Gerais, é de praxe que estejamos prontos e aptos para sempre receber nossos convidados para o lanche não importando o horário!

Onde ficar em Monte Verde: Conheça esse destino de inverno em Minas Gerais

Pão de queijo mineiro em outros países:

Como falado anteriormente o Paraguai, o Uruguai e a Argentina possuem um “pão de queijo mineiro” conhecido como “chipa” (dizem que esse nome também é utilizado no estado brasileiro do Mato Grosso do Sul), porém a diferença para o nosso pão de queijo é basicamente o seu formato da letra “U”.

enfim
enquanto
então
entretanto
eventualmente
igualmente
inegavelmente
inesperadamente
mas
outrossim
pois
porquanto
porque
portanto
posteriormente
precipuamente
primeiramente
primordialmente
principalmente
salvo
semelhantemente
similarmente
Emocionada na frente de uma padaria em Cartagena das Índias.

Na Colômbia, um produto muito similar ao pão de queijo é o “pandebono“. O pandebono é mais achatado, possui textura aderente, e que fica crocante por fora e macio por dentro.

Já no Equador, existe o “pandeyuca“, que é bem semelhante ao pão de queijo mineiro, tanto na consistência, quanto na aparência e no paladar. Já na Bolívia se consome o “cuñapé“. E na França tem o “Gougère“, pão de queijo à francesa.

Leia e se apaixone: 10 cidades francesas medievais e turísticas

Agora chega de enrolação e vamos à receita de pão de queijo mineiro fácil? É a receita de uma típica família mineira, passada de geração para geração.

Receita de pão de queijo fácil de fazer da tia Wilma.

500 gramas de polvilho azedo (da marca amafil).

150ml de água

150ml de leite

100 ml de óleo

2 ovos em temperatura ambiente

200 a 250 gramas de queijo minas meia cura ou curado passado no ralo grosso.

1 colher rasa de sobremesa de sal a gosto.

Modo de fazer:

Escaldar o polvilho com a mistura água, óleo, leite e sal.

Esperar esfriar um pouco e acrescentar os ovos

Sovar.

Misturar o queijo após sovar para ficar com aqueles pontinhos de queijo.

Untar as mãos para fazer as bolinhas
Vai grudar um pouco nas mãos, é isto mesmo!

Não precisa untar o tabuleiro.

Assar a temperatura média, com forno pré aquecido por 30 minutos ou até dourar

Essa receita só foi testada usando o polvilho da marca amafil (a marca não patrocina nem sabe da existência do blog, tá?, essa dica da marca do polvilho foi passada de geração para geração).

enfim
enquanto
então
entretanto
eventualmente
igualmente
inegavelmente
inesperadamente
mas
outrossim
pois
porquanto
porque
portanto
posteriormente
precipuamente
primeiramente
primordialmente
principalmente
salvo
semelhantemente
similarmente


Receita de pão de queijo mineiro fácil. Foto Cecília Canêdo

Agora me conta? Onde foi que você comeu o melhor pão de queijo mineiro da sua vida? Deixe aqui nos comentários!

Onde encontrar o melhor pão de queijo do mundo?

Hahaha. Será que existe um campeonato assim? Posso te contar um segredo, que só quem leu esse texto novo vai descobrir? Os melhores pães de queijo do meu mundo eu comi em lanchonetes de beira de estrada, localizadas próximas a cidade de Barbacena, MG (prove o pão de queijo recheado com linguiça). Grava esses nomes no seu coração e quando estiver passando pela BR-040 faça um tour gastronômico e saia comprando pão de queijo desses lugares pra descobrir qual é o melhor: São eles: Roselanche Br040 km 697 ; Nosso Pão de Queijo – Km 696; e Pão de queijo recheado Terra Doce (localizado em Alfredo Vasconcelos, mas tb à beira da estrada).

enfim
enquanto
então
entretanto
eventualmente
igualmente
inegavelmente
inesperadamente
mas
outrossim
pois
porquanto
porque
portanto
posteriormente
precipuamente
primeiramente
primordialmente
principalmente
salvo
semelhantemente
similarmente
Pão de queijo recheado com linguiça mineira e queijo canastra.