enfim
enquanto
então
entretanto
eventualmente
igualmente
inegavelmente
inesperadamente
mas
outrossim
pois
porquanto
porque
portanto
posteriormente
precipuamente
primeiramente
primordialmente
principalmente
salvo
semelhantemente
similarmente
o que fazer em tiradentes

No coração das Minas Gerais existe uma cidadezinha super bucólica para você passar um final de semana ou mais. Você sabia que pode-se visitar um dos centros históricos da arte barroca mais bem preservados do Brasil a poucos quilômetros da capital mineira? Descubra nesse texto um roteiro para sua viagem ser perfeita. Veja o que visitar em Tiradentes, onde se hospedar com charme, onde comer em alguns dos melhores restaurantes, dicas de viagens à Tiradentes com crianças, o que comprar e o que fazer em Tiradentes à noite e como está a situação do turismo durante a pandemia.

Tiradentes foi considerada também um dos lugares mais românticos do mundo, eu até casei aqui, gente!: Leia aqui: 15 cidades pitorescas pelo mundo para conhecer e se apaixonar

enfim
enquanto
então
entretanto
eventualmente
igualmente
inegavelmente
inesperadamente
mas
outrossim
pois
porquanto
porque
portanto
posteriormente
precipuamente
primeiramente
primordialmente
principalmente
salvo
semelhantemente
similarmente
o que fazer em tiradentes
Nosso casamento foi realizado em Tiradentes MG numa Cervejaria artesanal.

Por quê e o quê visitar em Tiradentes?

Porque aqui existem pousadas super charmosas, com natureza exuberante no entorno, excelente gastronomia, arquitetura colonial mineira, elegante artesanato, cultura e muita história do Brasil. Além de um clima de uma novela de época.

Leia também: Barroco no Brasil: a arte colonial que é mais do que só beleza e ouro

enfim
enquanto
então
entretanto
eventualmente
igualmente
inegavelmente
inesperadamente
mas
outrossim
pois
porquanto
porque
portanto
posteriormente
precipuamente
primeiramente
primordialmente
principalmente
salvo
semelhantemente
similarmente
o que fazer em tiradentes
O que visitar em Tiradentes: Igreja Nossa Senhora das Mercês. Quando fomos da última vez estava fechada para visitação, e não sei se era por causa da pandemia ou para reforma. A Capela de Nossa Senhora das Mercês está localizada no bucólico Largos das Mercês. Construída no final do século XVIII, em estilo barroco/rococó, esconde na fachada simples um interior com belas pinturas atribuídas a Manoel Victor de Jesus, obras realizadas entre 1795 e 1820. Ao lado da igreja, há também um cemitério, onde ainda hoje acontecem sepultamentos.
enfim
enquanto
então
entretanto
eventualmente
igualmente
inegavelmente
inesperadamente
mas
outrossim
pois
porquanto
porque
portanto
posteriormente
precipuamente
primeiramente
primordialmente
principalmente
salvo
semelhantemente
similarmente
o que fazer em tiradentes

Se destinos aconchegantes, com ótima gastronomia e que possuem clima bucólico durante o ano todo te interessa, acho que você pode gostar também:

Vale dos Vinhedos, na Serra Gaúcha- 10 sugestões incríveis de vinícolas;

O que fazer em Canela e Gramado, Serra Gaúcha: Dicas de turismo

Um pouco da história da cidade de Tiradentes:

enfim
enquanto
então
entretanto
eventualmente
igualmente
inegavelmente
inesperadamente
mas
outrossim
pois
porquanto
porque
portanto
posteriormente
precipuamente
primeiramente
primordialmente
principalmente
salvo
semelhantemente
similarmente
o que fazer em tiradentes

A cidade nasceu em 1702, quando os primeiros bandeirantes paulistas, encontraram Ouro nessa região.

Conforme foi crescendo, o local passou a se chamar de arraial da Ponta do Morro de Santo Antônio e a importância do povoado era tanta que, somada à abundância de ouro, logo em 1718 se tornaria Vila de São José.

As construções da primeira metade do século XVIII, tanto as casas como as igrejas, tomaram espaço nos pontos altos da região.

Tiradentes foi cenário de fatos importantes da história nacional. Em 1708, a Guerra dos Emboabas, conflito entre paulistas donos de minas e portugueses e garimpeiros, chamados pejorativamente de emboabas, teve um dos seus capítulos mais violentos na Ponta do Morro (local onde tinha muito ouro).

Mais tarde, em 1789, a Vila de São José foi palco da Inconfidência Mineira, um dos movimentos sociais mais importantes do povo brasileiro, contra o domínio do governo português, no período colonial. 

O alferes Joaquim José da Silva Xavier, o Tiradentes nasceu por aqui. Interessante que devido à mudança da jurisdição da Fazenda do Pombal, distrito onde nasceu o alferes, a cidade de Tiradentes se considera hoje a terra natal do líder dos inconfidentes. Na época, Pombal fazia parte da vizinha São João del Rei.

enfim
enquanto
então
entretanto
eventualmente
igualmente
inegavelmente
inesperadamente
mas
outrossim
pois
porquanto
porque
portanto
posteriormente
precipuamente
primeiramente
primordialmente
principalmente
salvo
semelhantemente
similarmente
o que fazer em tiradentes
Busto em homenagem ao herói nacional

Após um tempo, Tiradentes, Joaquim José da Silva Xavier, foi o líder da revolta que não foi bem sucedida. Ele foi aprisionado, enforcado e esquartejado. Em 1889, após a proclamação da República, em homenagem, o nome dessa cidade mudou. Em 1938, a cidade foi tombada como patrimônio histórico pelo Sphan (Serviço do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional, atual IPHAN). Isso garantiu a preservação dos casarões, igrejas, e todos monumentos.

Fonte: Brasil Escola

Como se deslocar por Tiradentes?

enfim
enquanto
então
entretanto
eventualmente
igualmente
inegavelmente
inesperadamente
mas
outrossim
pois
porquanto
porque
portanto
posteriormente
precipuamente
primeiramente
primordialmente
principalmente
salvo
semelhantemente
similarmente
o que fazer em tiradentes

Para circular pelo centrinho de Tiradentes é bem simples, não tem mistério. Você consegue acessar os principais pontos turísticos, bares, restaurantes e lojinhas a pé mesmo. A cidade é pequena então recomendo que você coloque um calçado extremamente confortável e curta a cidade a pé. Ou seja, suba e desça inúmeras vezes aquelas ladeiras charmosas para visitar as lojinhas, museus, igrejas e construções históricas.

Eu só acho o carro fundamental caso você se hospede em Pousada mais distante do centrinho ou para visitar outros destinos próximos a Tiradentes. Caso você queira visitar Bichinho e cachoeiras da região é necessário carro.

Acrescento também que você pode daqui, visitar também outras cidades extremamente bem recomendadas na rota da Estrada Real como como São João del Rey e Prados.

enfim
enquanto
então
entretanto
eventualmente
igualmente
inegavelmente
inesperadamente
mas
outrossim
pois
porquanto
porque
portanto
posteriormente
precipuamente
primeiramente
primordialmente
principalmente
salvo
semelhantemente
similarmente
o que fazer em tiradentes
O que visitar em Tiradentes: Marco zero da Estrada Real. Estrada real ou caminho real constituíam os tipos de estradas existentes em Portugal e, nos territórios ultramarinos portugueses, durante a época da monarquia (no caso dessa). O título “real” resulta da sua construção e manutenção serem responsabilidade da Coroa Portuguesa, diretamente ou através dos seus representantes locais. Fonte: Wikipedia nesse artigo que detalha outros caminhos reais à época do Brasil-Colônia.

Quantos dias ficar em Tiradentes?

Eu já perdi as contas de quantas vezes já tive o privilégio/oportunidade de vir pra cá. Como temos muitos parentes para as bandas de Minas Gerais, em especial na cidade de Barbacena, que está localizada a 55 km daqui (1 hora de viagem), sempre que vamos lá, damos um super pulo aqui.

A maioria das vezes passamos só 1 dia, dormindo em Barbacena. Porém, se é a sua primeira viagem, ou não tem planos de ficar vindo pra cá direto, dois dias inteiros são um bom período mínimo para permanecer e conhecer Tiradentes. Dessa forma é possível visitar as duas grandes maiores atrações: o Centrinho histórico e andar de Maria Fumaça.

Barbacena está no alto da Serra da Mantiqueira, distando cerca de 170 km de Belo Horizonte. O município ocupa os limites de uma aldeia antiga dos índios puris, no local conhecido como Campo das Vertentes.

Logo, os dias ideais pra visitar Tiradentes podem variar bastante conforme a sua programação: de algumas horas, vindo de São João Del Rey, de Belo Horizonte, ou até mesmo de Juiz de Fora (eu já fiz diversos bate e volta de JF), ou até finais de semana comuns e feriados prolongados.

Quando ir para Tiradentes e região? Melhor época

Nós tivemos a oportunidade de visitar Tiradentes em todas as estações do ano, então recomendo o ano inteiro. Veja aqui algumas dicas sobre esse assunto:

De outubro a março: primavera e verão

Esse período é considerado de chuva nessa região. Sendo que os meses de dezembro e janeiro são os mais chuvosos, e o mês de outubro é o menos.

Sobre a temperatura, entre o mês de novembro ao mês de março as temperaturas durante o dia giram em torno de 25 graus, porém, já peguei em janeiro e fevereiro 30 graus. À noite essa temperatura cai um pouco e pode ir para 17 graus.

Mês de fevereiro as lindas quaresmeiras florescem na região de Tiradentes.

Vantagem de vir pra cá no verão: As inúmeras cachoeiras da região. Desvantagem: probabilidade de viajar com chuva.

E atenção, como eu disse no texto de Penedo: Cuidado com as trilhas no meio do mato durante o período de chuva, e o mais preocupante é o risco de cabeça d’água nos rios e cachoeiras, veja aqui a definição (não, não é tromba d’água! Usamos erradamente essa expressão para nos referir a esse fenômeno. Veja aqui a diferença entre elas.  

Leia também: O que fazer em Penedo-RJ em 1 dia

O que visitar em Tiradentes e o que fazer em Tiradentes com chuva

Bem, entrar nos museus e igrejas, como são ambientes fechados, é uma forma de curtir a cidade mesmo com chuva. Além disso, restaurantes, bares, lojas e galerias de arte também podem ser visitados. O centrinho histórico é bem concentrado, então você consegue ir de um ponto a outro de guarda-chuva tranquilamente. Cuidado apenas com o calçamento de pedra, pois molhado, fica muito escorregadio podendo causar acidentes.

De abril a setembro: outono e inverno, período seco

Quando falamos em frio e climazinho ameno estamos falando em alta temporada por aqui! Tanto o outono quanto o inverno são as estações preferidas dos turistas e a melhor época para visitar Tiradentes. Nesse período chove bem pouco, e em se tratando de preços, junho é mais barato que julho (pelo menos em hospedagens).

Nesse período podemos encontrar céu bem azul e temperaturas máximas de até 24ºC, com a noite podendo chegar até 10ºC (de final de junho até final de agosto). Leve seu casacão.

Dias bonitos de inverno

Vantagens de se viajar no inverno pra Tiradentes: as belas trilhas no meio da natureza podem ser realizadas sem risco de pegar chuva.

O que visitar em Tiradentes e o que fazer em Tiradentes na pandemia?

Devido à Pandemia causada pelo novo coronavírus, as pousadas e restaurantes estão com atendimento bem reduzido. Se você está pensando em viajar pra lá nesse período pergunte para seu hotel maiores informações.

Se bem que isso não adiantou nada pra gente: quando reservamos a nossa hospedagem eles passaram a informação que os bares, lojas e restaurantes estavam fechando às 19 horas. Pois quando chegamos lá, esse horário tinha sido flexibilizado, aumentado para as 22:00. Ou seja, só ficamos sabendo bem na hora que chegamos. A Maria Fumaça também não estava funcionando ainda, e o museu de Sant`Ana também.

Dica de Ouro: Nesse período planeje a sua viagem durante a semana se quiser fugir de aglomerações. Os finais de semana estão ficando cheios e animados. Eu não fui em feriado, chegamos lá no domingo e a cidade estava bem cheia.

Mas atenção muitos restaurantes e lojas fecham na segunda e na terça feira.

Use máscaras, mantenha o distanciamento social e lave sempre as mãos. Tiradentes durante a pandemia

Eventos e festivais em Tiradentes:

A cidade tem inúmeros eventos ao longo do ano. Pra você ter uma ideia, a data que casamos caiu no meio do festival de cervejas especiais.

  • Maio: Festival de Cervejas Especiais. O evento conta com seminários, shows e corrida “alcoológica”. Rede Social do festival Trem Bier. Como a gente tinha marcado o casório antes do calendário de eventos da cidade ser publicado, quando ficamos sabemos resolvemos manter a data. E não precisa nem falar que foi tudo de bom né?
  • No mês de Janeiro tem a Mostra de Cinema de Tiradentes;
  • no mês de fevereiro: Carnaval;
  • Tiradentes em outubro: Festival de Cultura e Gastronomia:
No meio do nosso casamento tinha um Festival de Cerveja. A banda contratada para o nosso casamento aproveitou e fez uma apresentação no Trem Bier.

Além desses eventos comerciais para movimentar o turismo e a economia da cidade, os feriados religiosos também ficam bem animados. Destaco os tapetes decorados de serragem no Corpus Christi que enfeitam as ruas de cidades históricas, como Tiradentes, São João Del Rey, Ouro Preto e Diamantina.

Como chegar a Tiradentes MG?

Basta você digitar o nome da cidade no Waze ou Google Maps e #partirferoz. Com o advento dos aplicativos de navegação por GPS, que contém informações de usuários e muitos detalhes sobre rotas e localizações conectados à internet, viajar de carro ficou muito mais simples e seguro.  

De carro:

Tiradentes, Minas Gerais, está a cerca de 200 km de Belo Horizonte, a 330 da capital fluminense e a 480 km da capital paulista.

Vindo de Belo Horizonte:

a melhor estrada para chegar a Tiradentes é a BR-040.

A partir dela, sugiro um trajeto. Siga por cerca de 90 km pela BR-040 até a BR-383, depois de Congonhas. Aí, siga pela BR-383 por mais 100 km até Tiradentes. Esse trajeto tem o total de quase 200 km e três horas de duração.

 O conjunto arquitetônico e urbanístico de Congonhas foi tombado pelo IPHAN.. Nessa cidade foi  inaugurado o imponente Museu de Congonhas. Sendo um dos mais modernos do país e tem foco principal na devoção ao Bom Jesus de Matosinhos. Foto da Wikipedia. Autor: Por Alexandre Machado[

Já a partir do Rio de Janeiro,

a melhor opção é pela BR-040 e de Barbacena seguir pela BR-265. O trajeto possui 330 km, tem duração de 4h30.

A partir de São Paulo,

a forma mais rápida é pela BR-381, depois pega a BR-265. A rota de 482 km, tem duração de 6h30 aproximadamente.

Leia também viagem em família: Descubra 10 destinos brasileiros para viajar e comemorar em família!

E atenção, a estrada é linda! Vale super a pena vir de carro!

De avião:

O principal aeroporto de acesso a Tiradentes é o Aeroporto de Confins, localizado em Belo Horizonte.

Aí você pode, a partir dele, alugar um carro para chegar aqui: alugue com o melhor preço e desconto;

Como ir para Tiradentes MG de ônibus:

Pelas pesquisas, a Rodoviária de Tiradentes recebe apenas ônibus vindos de São João del Rei. Então não importa de onde você esteja vindo, você deverá comprar sua passagem para São João. É bem, pertinho, SJDR está a 16 km de Tiradentes.  Existem diversos horários entre as duas cidades a cada hora. O valor da passagem é 5 reais. A linha é operada pela Viação Presidente e pela Viação Vale do Ouro. Veja aqui todos os horários

Existe também a possiblidade de uber e táxi entre as duas cidades e custa aproximadamente R$40.

Partindo de Belo Horizonte, a viagem dura média de 4h, custo a partir de R$ 70 e é operada pela Viação Sandra

A partir do Rio de Janeiro, o trajeto tem duração de 5h30, custo a partir de R$ 107, e é realizado pela Paraibuna Transportes.

Já a partir da capital paulista, o trajeto tem custo entre R$ 80 e R$ 180, com tempo médio de viagem de 8h30 e é operado pela Util

Como ir de ônibus de Ouro Preto a Tiradentes:

A melhor rota para quem deseja visitar Tiradentes por Ouro Preto é a MG-129, seguida da MG-443, MG-030 e BR-383.

Ouro Preto e Mariana são destinos muito visitados também, então leia mais: Lugares mais visitados do Brasil

Se você ainda deseja adicionar Congonhas na viagem, se ligue no encontro da MG-030 com a BR-040. Esse trajeto tem o total de 159 km.

Tiradentes: onde ficar nossas experiências

Quem acompanha o blog sabe que na maioria das minhas viagem eu sempre opto por me hospedar no centrinho histórico, ou bem próximo dele. Então aqui não é diferente.

A cidade tem muitas opções de hotéis que vão do rústico-chique ao simples, além de pousadas domiciliares, para todos os tipos de bolsos.

Pra mim o local estratégico de Tiradentes é o Largo das Forras e a Rua Direita. A grande vantagem de estar por aqui é andar pra lá e pra cá o tempo todo, indo e vindo de bares, restaurantes, lojas, e é claro as atrações turísticas como museus e igrejas.

Então se é a sua primeira vez aqui ou tem pouco tempo, se hospedar no centrinho é super recomendado.

Largo das Forras é atualmente o principal ponto de encontro da cidade e tem esse nome porque era onde as pessoas negras que foram escravizadas comemoravam a liberdade e até residiam por ali. (forras deriva da palavra alforria).


No Largo das Forras tem a Capela Senhor Bom Jesus da Pobreza (era Bom Jesus Agonizando, mas mudou de nome devido à população pobre que frequentava essa região). Pouco se sabe sobre a sua história. Sabe-se que seu nome foi inspirado num igreja em Évora, Portugal, e que sua construção se deve ao pagamento de uma promessa feita pelo capitão-mor Gonçalo Joaquim de Barros. Ele encaminha à Coroa Portuguesa uma petição para provisionar a construção do templo. Presume-se que a capela tenha sido construída em 1771, conforme a data que até há pouco tempo achava-se pintada.

Onde ficar em Tiradentes:

Pousada Solar da Imperatriz :

Pousada Solar da Imperatriz  é uma pousada bonita, charmosa e com ambiente romântico. Destaco o excelente café da manhã, que tinha um bolo de limão de comer rezando (aliás, quase tudo que eu já comi nessa cidade é delicioso de tão bem preparado e saboroso). Adoramos o atendimento.

Fica muito perto do centro histórico, tipo 7 minutos andando até o Largo das Forras. O mais importante é que o trajeto é no plano, sem precisar subir, nem descer nenhuma ladeira (tão típicas dessas cidades mineiras, né?).

Eu realmente acho que essa Pousada tem excelente custo-benefício. Reserve a Pousada Solar da Imperatriz aqui.

Pousada da Joaninha :

Pousada da Joaninha: Tivemos a oportunidade também de nos hospedar na Pousada da Joaninha. Você se sente na sua própria casa.

A proprietária Joana é uma querida! Ela faz de tudo pra você se sentir bem. Sabe aquela típica hospitalidade mineira? Pois você encontra aqui, nessa pitoresca pousada. Importante dizer que a pousada está cumprindo rigorosamente os protocolos sanitários e eu me senti segura, durante toda a hospedagem. Há a disponibilidade de álcool gel nos cômodos e o café da manhã colonial é um espetáculo. Muita fartura: vários tipos de pães e bolos, pães de queijo feitos na hora, frutas, sucos, etc.

O quarto é limpíssimo, e com cama super confortável. Há uma chaleira elétrica e chás para os hóspedes dentro do quarto. E a localização da Pousada para o Largo das Forras é de 10 minutos andando no plano (850 metros).

O preço é excelente, recomendo para todos. Veja que preço excelente e reserve a Pousada Joaninha

Oratório Pousada Boutique

Charme, elegância, atendimento impecável e lindas vistas da cidade. Tudo que eu falar da Pousada Boutique Oratório vai ser pouco. Não é atoa que ela foi considerada como a melhor de Tiradentes.

O ambiente é simplesmente lindo! Tudo é completamente especial! A pousada pensa em detalhes para te agradar e isso, durante uma pandemia é fundamental. Protocolos de higienização super rígidos, paisagismo minimalista , mas bem maravilhoso. O nosso quarto era amplo, limpo e com uma varanda gostosa com um por do sol inesquecível.

Pôr do Sol da nossa varanda na Pousada Oratório

O café da manhã é imperdível, extremamente bem servido e a área em que ele é servido é belíssima, com a linda vista da Serra de São José, que faz toda a diferença. As opções são inúmeras, desde muitas frutas, pães, bolos (minha filha só queira saber do bolo de cenoura com cobertura de chocolate, que tinha todos os dias); a banana preparada com queijo mineiro feito na hora no fogão a lenha e o famoso “Ovo Tombado” e a maravilhosa coalhada natural que com a farofinha de cereais e castanhas transformou nosso café da manhã num verdadeiro aconchego. E a pamonha quentinha (maravilhosa) com queijo? . Se bobear o resto do texto será só de gastronomia de Tiradentes. kkkk

Café da manhã na Pousada Oratório
Olha só que lindo o Oratório da Pousada!

Resumindo: Quer dica de pousada romântica, padrão lua-de-mel? Não pense duas vezes e se hospede na Pousada Oratório. Reserve por aqui a Oratório Pousada Boutique.

Veja aqui onde ficar em Tiradentes-MG: As melhores pousadas.

Veja 10 pousadas para todos os bolsos!

1- Pousada Pequena Tiradentes:

De pequena só tem o nome! Conceito exclusivo de hotel-boutique, essa Pousada possui o charme da arquitetura da cidade com todo charme e rusticidade mineira. A Pousada Pequena Tiradentes é considerada uma das melhores de toda região. Possui espaço kids, duas piscinas, umas delas coberta e aquecida, sauna, jacuzzi, bar molhado e espaço fitness. Reserve sua hospedagem clicando aqui.

2- Pousada Don Quixote:

Localizada próxima de alguns pontos turísticos de Tiradentes, como Igreja N S das Mercês (0,3 km) e Largo das Forras (0,4 km). POssui comodidades nos quartos, como TV de tela plana, frigobar e internet com o wi-fi gratuito. Tem também conta ainda com piscina e café da manhã para tornar a sua estadia ainda mais agradável. Os hóspedes que chegam de veículos têm acesso ao estacionamento grátis. Reserve aqui.

3- Pousada Solar da Ponte:

Considerada uma pousada extremamente romântica, bem próxima de vários pontos turísticos, como Largo das Forras (0,1 km) e Igreja São Francisco de Paula (0,2 km). Os quartos do Solar da Ponte têm minibar, ar-condicionado, wi-fi gratuito, serviço de Concierge, piscina e estacionamento grátis. Reserve aqui

4- Santíssimo Resort:

Um dos lugares mais exclusivos da cidade. Super estrutura de turismo e lazer em Tiradentes, além de estar localizado no coração da cidade histórica, a apenas 2 minutos do Largo das Forras. Possui extensa área verde  piscina, estacionamento gratuito, quartos para não fumantes, academia, comodidades para hóspedes com mobilidade reduzida,  Wi-Fi gratuito, Bar, Café da manhã,  fantástico, Equipamento de tênis, Trilhas a pé, tênis de mesa, bilhar, salão de jogos, espaço kids, etc. Reserve aqui

5- Pousada do Largo:

localizada a uma curta distância de locais como Largo das Forras (0,1 km), a Pousada é um hotel familiar que oferece ar-condicionado, minibar, wi-fi gratuito, recepção 24 horas e lojas. Além disso, tem também piscina, café da manhã e estacionamento grátis. Reserve aqui

6- Pousada da Trilha:

Oferecendo linda vista para a montanha, essa pousada possui Wi-Fi disponível gratuitamente e tem um delicioso buffet de café da manhã. A Pousada da Trilha é bem próxima da Trilha do Carteiro, uma trilha super famosa para se fazer por auqui. Custo-benefício incrível. Os quartos tem TV de tela plana, frigobar, recepção 24 horas e estacionamento grátis. A pousada está a 1,3 km da Casa da Cultura e 1,1 km do Largo das Forras. Bom destino para casais. Nota 9,7 no Booking em julho de 2021. Reserve por aqui

7- Chalés Pôr do Sol

Excelente custo benefício, tem piscina, café da manhã espaço kids ao ar livre, banheira de hidromassagem e estacionamento gratuito. Reserve aqui

Chalés Por do Sol, Tiradentes: Foto: Cecília Canêdo
Chalés Por do Sol, Tiradentes: Foto: Cecília Canêdo
Chalés Por do Sol, Tiradentes: Foto: Cecília Canêdo

8- Pousada Mãe D’Água:

Situada em uma casarão de estilo colonial no centro de Tiradentes, oferece piscina ao ar livre, piscina coberta aquecida, jardim, espaço kids, salão de jogos e recepção 24 horas. Localizada a 200 m da Estação Rodoviária de Tiradentes, e a 10 minutos a pé da maioria das atrações locais, além de estacionamento gratuito disponível. Reserve aqui

Onde comer em Tiradentes barato:

  • Bar do Celso: Tudo aqui é muito elogiado. O cardápio é objetivo, com forte presença da gastronomia mineira. Tanto o pastel quanto o feijão tropeiro é muito recomendado. A porção serve bem 2 pessoas. Atenção: não aceita nenhum tipo de cartão. Largo das Forras, n 80;
  • Restaurante Caipira. Um pouco distante do centro histórico é considerado um dos melhores restaurantes de Tiradentes com Excelente custo-benefício. Endereço: Restaurante Caipira, Rua Joana Lucinda Barbosa Rua Joana, R. Ambrosina Lucinda Barbosa, 05 – Jardim Ca. pote, Tiradentes – MG, 36325-000;
  • Restaurante Dona Xica: O favorito dos meus pais, comida mineira de primeira qualidade.
  • Restaurante Caipirão: Self-service próximo ao posto de gasolina

O que visitar em Tiradentes: Veja uma ideia de roteiro para um final de semana prolongado

Sexta-feira:

  • Se você tiver chegado à tardinha de sexta-feira, deixe suas coisas na Pousada e dê uma volta no centrinho histórico;
  • Igreja Matriz para ver o pôr do sol lá de cima. Aí, já que você subiu essa ladeira, pode aproveitar e visitá-la (a entrada custa R$7,00). Uma das coisas para se visitar em Tiradentes é justamente essa bela igreja.
  • Igreja Matriz de Santo Antônio;
  • para jantar, recomendo o imperdível e histórico Tragaluz

Veja os horários da Igreja da Matriz: se for de quarta-feira à sexta-feira (horário das 9:00 às 17:00). Segunda e terça ela não abre, e no sábado o horário é das 09:00 às 16:30 e no domingo é das 9:00 às 14:00.

Roteiro detalhado:

À caminho da  Igreja Matriz de Santo Antônio. É a Igreja mais antiga de Tiradentes criada entre 1702 e 1710.

Ah, e se você comprar os tíquetes das 2 igrejas ou igreja e museu da Liturgia os ingressos tem desconto, dá uma olhada nesse panfleto:

 Igreja Matriz de Santo Antônio

A Matriz de Santo Antônio é a segunda igreja com mais ouro do Brasil – a primeira é a Igreja e Convento de São Francisco, em Salvador. Em seu interior, tem um órgão datado de 1788, considerado um dos quinze mais importantes do mundo.
A vista da Matriz é linda. Destaco o relógio de Sol (à esquerda e no fundo da foto) em pedra-sabão de 1785, hoje um dos ícones da cidade. Destaque para a Serra de São José ao fundo que faz o turista trocar (por algumas horas) o conforto do Centrinho Histórico pela rica natureza do entorno. São diversas trilhas que vão até os principais mirantes. Todas passam pela Calçada dos Escravizados, construída no séc. XVIII. A agência Uai Trip (032 3355-1161) têm passeios pra cá.

Quando tiver escurecido e você começar a pensar onde vai jantar, recomendo o imperdível e histórico Tragaluz, caso você tenha lido esse texto e feito reserva. Veja o Instagram do restaurante para fazer reserva e veja aqui cardápio .

A especialidade do Tragaluz é galinha D’Angola (eu nem sabia que podia comê-las 😅). A gastronomia do restaurante é fina e possui ingredientes mineiros. Foi um jantar à luz de velas em casa colonial histórica e muito elegante. Eu amei o conceito do restaurante, que tem um pequeno museu, pois ele preserva os objetos dos séculos passados, encontrados durante a reforma.

Sábado

O que visitar em tiradentes no final de semana:

  • Maria Fumaça de manhã até São Joâo Del Rey;
  • Almoce em São João Del Rey na Taberna D`Omar Cozinha artesanal;
  • Volte para Tiradentes e visite o Chafariz da cidade
  • visite também a Igreja Nossa Senhora do Rosário dos Pretos;
  • Lanche da Tarde em Tiradentes: Jane’s Apple
  • Pôr do sol na igreja São Francisco de Paula
  • jantar ou bons drinks no Entrepot Du Vin

Roteiro detalhado do final de semana em Tiradentes:

Acorde bem cedo para tomar o incrível café da manhã da sua pousada com calma. Vá para a Estação de Trem da cidade para andar de Maria Fumaça e ir até São João del Rey. Eu já fiz esse passeio algumas vezes e nunca fui e voltei de Trem. Eu embarcava com a minha mãe e meu pai ia de carro nos buscar pois nosso horário sempre estava muito apertado. Mas o táxi de uma cidade a outra é o mesmo preço da Maria Fumaça e mais rápido, então, é uma boa opção também.

Ah, os ingressos precisam ser garantidos com antecedência, no site da empresa ( compre por aqui)). Os bilhetes também podem ser adquiridos na estação em Tiradentes, comprados na véspera, mas saiba que sempre é bem concorrido. Os dias e horários da Maria-Fumaça são definidos a cada mês.

Lá na Estação em São João del Rei, existe um Museu Ferroviário, que vale a visita. O museu tem uma coleção de objetos antigos referentes a História da estrada de ferro de Minas Gerais, incluindo o primeiro trem, do final do século XIX. Além disso, SJDR possui também lindas igrejas e arquitetura barroca.

Vai almoçar em São João Del Rey? Almoce na Taberna D`Omar Cozinha artesanal.

Falei mais de São João nesse texto: Leia aqui: Descubra 10 destinos brasileiros para viajar e comemorar em família!

Se você preferir voltar pra Tiradentes e almoçar por lá, almoce no Empório Santo Antônio e se delicie. Comida mineira muito gostosa e extremamente elogiado por todos.

O restaurante favorito do meu marido aqui nessa cidade é o Uai Thai. E realmente é delicioso mesmo. O Uaithai bistrô possui gastronomia contemporânea da culinária tailandesa, com toques mineiros em casarão aconchegante no centro histórico. Veja o cardápio aqui

À tarde vá até o famoso e histórico Chafariz da cidade e visite também a Igreja Nossa Senhora do Rosário dos Pretos (e conheça o Santo Etíope).

O chafariz de São José é uma das construções mais importantes do País. Ele marca o início da ladeira que conduz à Matriz Santo Antônio e foi construído em 1749 com o intuito de abastecer a população da época de água e tem uma réplica (bem menos imponente) em Ericeira, em Mafra, Portugal. Passou por tratamento paisagístico de Burle Marx, em 1983 e possui três faces, a frente para bebedouro, a direita para lavagem de roupas e a esquerda para uso de animais. Na sua fachada barroca tem uma imagem de São José de Botas e um brasão da Coroa Portuguesa. Uma lei previa punição a quem utilizasse o chafariz de forma inadequada. Às pessoas escravizadas que eram encontradas amolando machados, foices, facas, nas pedras dos tanques do chafariz, a pena era açoite ou prisão. Ainda hoje é possível ver os desgastes causados no tanque do chafariz por essa prática.
Fonte: Retirado do site do governo de Minas.
Peça Bênçãos na Igreja de Nossa Senhora do Rosário. Construída por negros escravizados para uso deles. Uma das únicas Igrejas que eram de pessoas escravizadas que possuem ouro no Interior. Ouro “furtado” pelos escravos nos garimpos e trazido clandestinamente em cabelos e unhas para a Igreja. Por essa razão, a porta principal nunca era aberta. O único acesso era uma pequena porta lateral que, uma vez aberta, não permitia que ninguém visse o ouro que ornava o local. Reza a lenda que o único branco ciente de tudo era o Padre, “cúmplice” dos negros.
A riqueza da decoração guarda vários detalhes interessantes, enriquecendo a história: existe a presença de alguns símbolos secretos e fora do contexto católico. Como a religião das pessoas africanas era proibida, foi encontrada uma forma discreta de praticar ou de pelo menos lembrar de sua vida no continente tão distante. É possível reconhecer símbolos das religiões africanas, principalmente do candomblé, fruto do contato com diversos credos vivenciados pelas pessoas negras escravizadas. A meia lua, no teto do altar fazem referência ao fato da Igreja ter sido construída à noite, único tempo livre que essas pessoas tinham para a construção. A imagem de Santo Elesbão é uma das principais atrações dessa igreja. Fiéis pedem ajuda ao santo para a compra da casa própria e retornam à igreja para agradecer e deixar pequenas casinhas próximas à imagem do santo, como prova da graça alcançada. Santo Elesbão foi um rei negro, cristão fervoroso, que viveu na Etiópia no século VI. ( Eu achei muito interessante, nunca tinha ouvido falar desse santo Etíope. Para saber mais do santo etíope acesse o blog da Arquidiocese de São Paulo clicando Arquidiocese

A Etiópia foi um dos destinos mais incríveis que eu já visitei. Leia aqui: Lugares exóticos para viajar: 10 Países pouco visitados por brasileiros

Lanche da Tarde em Tiradentes

Faça o lanche da tarde no imperdível Jane’s Apple e coma as maçãs do amor com raio gourmetizador. Eu nunca gostei daquelas maçãs do amor de parques ou de festa junina, mas essa, é uma iguaria de emocionar. Claro que perguntei de onde a dona tirou a ideia de fazer tamanha gostosura com tanta criatividade e me falaram que as maçãs são inspiradas nas maçã do amor que vendem no parque da Disney. Ah, existem 2 Jane’s Apple, e o que está localizado perto da rodoviária tem espaço kids caso você esteja com crianças.

Jane’s Apple. Essa maçã verde do amor tem cobertura de leite ninho com Nutella e um toque de canela. Existem inúmeros sabores, super vale a pena experimentar.
Jane’s Apple. Aqui tem também degustação de tábua de chocolates finos.

Se ainda não tiver anoitecido recomendo o pôr do sol no alto de outra igreja, São Francisco de Paula. Quando fomos, a igreja não estava aberta para visitas, mas o gramado ao redor, no alto do morro de São Francisco, revela uma das mais bonitas vistas da cidade, com direito a Centrinho Histórico e a bela Matriz de Santo Antônio ao fundo. O pôr do sol por ali é super concorrido e vale a pena. 

O que fazer em Tiradentes. Igreja de São Francisco de Paula
O que visitar em Tiradentes: o entorno da Igreja de São Francisco de Paula

Noite de sábado em Tiradentes

Se você tiver comido muito durante o dia e não consegue jantar, recomendo três opções de bares para bons drinks e petiscos para o sábado à noite, são eles:

Meu favorito (e o único que eu conheço dessas 3 indicações) é o Entrepot Du Vin. Atendimento super atencioso, bar para petiscar e o cardápio de vinhos é extenso e rótulos variados e a ideia é ser um pub estilo europeu (eu chamo de bar de rock). O ambiente é pequeno, poucas mesas e não fazem reservas. A decoração é kitsch (kitsch é um termo de origem alemã, e designa um ambiente repleto de sentimentos e de elementos cheios de significado para o dono do espaço, eu adoro esse estilo). O pub serve vinhos e inúmeros outros drinks. Eles nos deram de cortesia amendoins para petiscar e jujubas para a minha criança viajante, além de uma palheta com o símbolo da casa. Eu adoro lugares assim, me lembrou minha adolescência de rock em Ouro Preto.

O que fazer em Tiradentes
O que visitar em Tiradentes: Os bares e restaurantes da cidade

Outro bastante indicado são para os fãs de cerveja: 50 Tons de malte. Esse eu não consegui visitar, então da próxima vez que voltar a Tiradentes vou querer conhecer. O menu é composto por mais de 100 rótulos de cervejas artesanais mineiras, além de uma grande variedade de petiscos para a perfeita harmonização. 

E o terceiro local para ir num sábado à noite em Tiradentes é o Barouk Chopp Beer Café, no coração do Largo das Forras. O Barouk é o lugar para você ver e ser visto num sábado à noite.

Domingo

  • vá a Bichinho;
  • Museu do Automóvel;
  • casa Torta;
  • Almoce no Tempero da Ângela

Roteiro detalhado do que fazer em Tiradentes no domingo

Antes de ir embora vá a Bichinho e almoce por lá. Antes de chegar lá pare no Museu do Automóvel e conheça uns carrões antigos e bata muitas fotos. Caso você esteja com criança pode ir direto a casa Torta e entre num mundo de conto de fadas.

Leia tudo aqui: O que fazer em Bichinho – MG: Bate e volta de Tiradentes

O que fazer em Tiradentes
O que visitar em Tiradentes com crianças: Casa Torta em Bichinho
O que fazer em Tiradentes
Em frente à Casa Torta existe uma loja conceito do Alambique Tabaroa que vale a pena conhecer.

Bichinho é excelente para compras e decoração. O ateliê Oficina de Agosto (Rua São Sebastião,107, tel. 32 3353-7081) foi responsável por lançar Bichinho no cenário nacional de móveis e decoração.

Se quiser almoçar em Bichinho existe um restaurante extremamente bem recomendado com legítima comida mineira chamado Tempero da Ângela. Legítima comida Mineira. Nós não conseguimos ir dessa vez porque foi o final de semana que o restaurante não estava aberto, e também tínhamos reservador no delicioso Pacco e Bacco em Tiradentes.

O que visitar em Tiradentes: Outros Pontos recomendados

Se você tiver um dia a mais para ficar em Tiradentes recomendo muito visitar os seguintes museus: Museu de Sant`Ana e o Museu da Liturgia.

Se você tiver uma noite a mais eu incluiria o Tour das lendas e mistérios da cidade.

Sobre Lendas da Vila – O que fazer em Tiradentes à noite

O que fazer em Tiradentes
Se agasalhe em Tiradentes no inverno à noite.

Caminhe pelas ruas e becos escondidos da cidade de Tiradentes durante a noite, ouvindo lendas, estórias, curiosidades e mistérios que cercam a cidade! O Embuçado, o Homem Porco, a Noiva e o Cavaleiro sem cabeça… Uma profunda imersão no folclore regional, relembrando estórias desde a o nascimento do Arraial de Santo Antônio do Rio das Mortes até tornar-se a Vila de São de José.
Duração: em torno de 01 hora e 50 minutos. Esse tour é recomendado para qualquer idade. Horário 19:00 hs. Roteiro diário. Mínimo de 2 pessoas. Valor: R$50/pessoa. Eu vi esse tour na Agência de Turismo Uai.

Outros roteiros que você também pode gostar: