Imagina se hospedar num hotel que tem um parque de diversões? Pois é, passamos uns dias próximos do dia dos namorados num lugar incrível assim! Vou contar tudo sobre o Parc Magique: o parque de diversões do Le Canton!

O Parque Magique é uma das principais atrações para crianças na Região Serrana do Rio, em Teresópolis (RJ) , e faz parte do enorme complexo Le Canton.

Mapa retirado do site Le Canton, clique aqui.

É um parque temático com tema medieval e devido ao novo Decreto Municipal publicado pela Prefeitura de Teresópolis em decorrência da pandemia de Covid-19, o Parc Magique, no momento, está aberto apenas para hóspedes.

Chegando ao Parc Magique. Todo o complexo Le Canton possui regras rigorosas de higienização, e nesse momento, deixar o parque exclusivo aos hóspedes é uma excelente idéia.
O Parc Magique está respeitando os protocolos de higiene, de acordo com as regras oficiais. Eles desinfetam todos brinquedos a cada uso e solicita o uso de máscaras para os visitantes.

Informações sobre o Parque do Resort Le Canton

Eu não sabia que o Le Canton é o único resort do Brasil que possui um parque de diversões coberto. Isso é ótimo porque acaba não importando se faz chuva, sol ou tem sereno.

Essa arquitetura maravilhosa foi inspirada no castelo que existe dentro do hotel e faz o maior sucesso. A decoração medieval faz nossa imaginação voar e nos remete ao passado dando uma sensação de lugar realmente mágico.

O castelo do Hotel Village é maravilhoso!

Decoração temática de Suíça medieval

O complexo Le Canton é basicamente um hotel temático com motivos suiços, e o parque desse hotel não poderia ser diferente.

Pônei é para os fracos! 🥰

Com decoração temática medieval, o parque oferece variedade de atrações, com cerca de 15 brinquedos, para diferentes idades (alguns não estão funcionando em razão da pandemia, como por exemplo a piscina de bolinhas e a escalada).

A minha criança viajante brincou na cama elástica.

Praça de Alimentação no Parque Le Canton:

O Parc Magique conta com uma praça de alimentação e algumas opções para lanches, como sorvete, pipoca, salgados, bebidas, etc.;

Praça de alimentação com temática de taverna medieval

Alguns brinquedos do Parque Magique Le Canton

Entre os destaques, estão a roda gigante, trem fantasma, barco viking infantil, duas salas de realidade virtual de última geração, um simulador de montanha russa, e a Just Jump, cama elástica gigante, com 120 metros quadrados.

ALGUMAS ATRAÇÕES

  • Just Jump! – Mega Cama Elástica
  • Virtual Mente – Experiência com Realidade Virtual
  • Montanha Loka – Simulador de Montanhas Russas em Realidade Virtual
  • Roda Gigante
  • Carrinho Bate-Bate
  • Carrossel
  • Cinema 5D
  • Trem fantasma
  • Jogos Eletrônicos
Roda gigante. Vista linda de cima! Foto: Lavínia Mazzini
Antes de colocar o óculos do simulador coloca uma proteção higiênica para o rosto .
Parc Magique, Le Canton, Teresópolis, Brasil.

HORÁRIOS DE FUNCIONAMENTO

Terças e Quintas – 15h às 18h
Sábados – 16h às 21h
Domingos e Feriados – 11h às 17h

Segundas, Quartas e Sextas: fechado para manutenção preventiva.

VALORES POR PESSOA 

– Crianças de 0 a 04 anos e idosos a partir de 60 anos, não pagam!

– Crianças de 05 a 12: R$ 60,00

– Adultos (a partir de 13 anos): R$ 70,00

Algumas informações extras sobre os preços e brinquedos:

Alguns brinquedos, por fornecer brinde caso ganhe, não estão inclusos no valor do ingresso, ou seja, você precisa pagar extra.

O brinquedo de Tiro ao alvo, caso acerte, ganha brinde. Valor R$ 7,00. Foto: Juliana Braz

Algumas atrações possuem regulamentação de altura e minha criança viajante não pôde ir.

Alguns brinquedos não estão abertos em razão da pandemia, como por exemplo a piscina de bolinhas e a escalada.

Telefone do Parque Le Canton  

Entre em contato para mais informações: (21) 2741-4200.

Endereço do Parque Le Canton

Rua Antonio Silva, 300, Vargem Grande, Teresópolis, RJ.

É bem simples chegar ao Parc Magique, basta colocar no GPS e seguir.

Hotel Magique Le Canton

Reserve o hotel Magique por aqui

O Hotel Magique Le Canton é o hotel mais próximo do parque (de todos os outros 3) e fica bem próximo ao Parc Magique. Ele, como o parque, também segue a temática medieval em seus mais de 50 quartos. Se você optar se hospedar nele, ficará um pouco mais distante da parte dos restaurantes e das piscinas principais. São cerca de 0,5 km caminhando. Saiba que os hóspedes do Hotel Magique Le Canton podem utilizar gratuitamente o transporte que o resort oferece.

Fotos do Hotel Magique.

Nós optamos pela hospedagem no Village Le Canton e adoramos, porque ele é lindo demais (vou contar detalhes da nossa hospedagem em outro post).

E você ainda tem uma outra opção, que é a Fazenda Suíça Le Canton, mais afastado ainda, mas também uma gracinha (também no próximo post vou contar nossa visita à esse hotel).

No hotel Fazenda Suíça visitamos a casa do bode Bebeto. Quem está vendo Bebeto nessa foto? 😅 Reserve o Hotel Fazenda Suíça aqui.

Nossa experiência no Parque Le Canton:

Por causa da pandemia os horários de funcionamento do parque estão bem apertados (das 15:00 às 18:00), e pra piorar, enrolamos e só chegamos às 16:00. Então não conseguimos ir em todos os brinquedos.

Porém deu sim pra aproveitarmos bastante em apenas 2 horas, pois tinha pouquíssimas filas em alguns brinquedos, e na maioria completamente vazios.

Se eu tivesse mais tempo com certeza gostaria de repetir algumas atrações como o pêndulo e o trem fantasma. E eu fiquei bem triste de não ter conseguido ir no carrinho bate-bate. Vou ter que voltar.

Meu brinquedo favorito no Parc Magique é o Pêndulo. Ele mexe, sacode e balança.

A minha criança viajante ficou frustradíssima porque a piscina de bolinhas não estava funcionando e na cama elástica era proibido interagir com a outra criança. Coisas desses novos tempos!

Mas mesmo assim curtiu demais, porque ela estava com as primas Ana Júlia e Christiana e o primo Lucas. Definitivamente passamos momentos muito agradáveis e inesquecíveis.

Parte da família Canêdo reunida do Parc Magique. O parque temático medieval do Le Canton. Foto: Lavínia Mazzini

Brinquedos favoritos da criança viajante de 3 anos:

A Iara amou muito esse parque. O brinquedo que ela mais gostou foi o carrossel e também o Dragão Voador (no início ela estranhou, mas depois ela não queria sair de nenhum deles).

Outro brinquedo que marcou muito foi a roda-gigante, pois, quando ligou para os avós, a primeira coisa que contou com muita empolgação, foi sua voltinha na roda gigante.

Roda gigante.
Esse brinquedo é o máximo. Ele tem cinto de segurança e possui 1 botão para a criança apertar e o dragãozinho subir. Aí ela apertava e se assustava, aí o dragãozinho descia. Então o operador subia o dragãozinho no controle dele mesmo. Kkk
Ensaio fotográfico no carrossel. Simplesmente não queria sair daqui e me lembrei da nossa ida à casa do papai noel em Gramado, onde ela deu 157 voltas. Ah, e apesar de não dar para perceber, estou ali atrás. As crianças no carrossel só podem ir acompanhadas.
Essa parte dos fliperamas ela gostou muito. Era só passar o cartão do ingresso no parque que não pagava nada extra. Aqui ela dirigiu, brincou de boliche, atirou água nos patinhos, deu martelada nos hipopótamos, tudo incluso no valor do ingresso.

Leia também: O que fazer em Gramado e Canela

Altura dos brinquedos para as crianças:

Minha criança viajante tinha altura para brincar no Dragão Voador

Alguns brinquedos ela não tinha altura para ir, como por exemplo as montanhas-russa virtuais (um simulador de realidade virtual) e o carrinho bate-bate, já outros ela não tinha coragem, como por exemplo o trem fantasma (ela disse que quando ficar um pouquinho mais velha vai querer ir ).

Quase tendo altura para ir aos cinemas virtuais.
Entrada do trem fantasma intimidou minha criança viajante de 3 anos. A prima Ana Júlia (de 11 anos) foi umas 3 vezes no trem fantasma e disse que realmente dá muito medo.

Ah, e teve um que ela tinha altura, queria ir, mas eu não deixei. O barco viking. Não me senti segura pra deixá-la ir sozinha. Ela até tinha a altura autorizada, mas nós adultos, não.

E olha que não me acho exagerada na segurança, pois no Hotel Fazenda ST Robert eu achei super tranquilo ela fazer a tirolesa.

Barco Viking ela possui altura, tinha cinto de segurança, mas não bastou pra eu ficar tranquila.

Leia aqui: Hotel Fazenda RJ: Final de semana no St. Robert

Informações sobre Algumas alturas dos brinquedos:

Livre:

  • Trem Fantasma
  • Trenzinho
Andamos de trenzinho com ela. Adorou!

0,70m

  • Carrossel (com adulto)
  • Cantinho Magique 0,80m
  • Roda Gigante (com adulto)
  • Dragão Voador

0,90m

  • Barco Viking (altura máxima 1,50m)

1,00m

  • Montanha Loka
  • Cinema 5D
  • Just Jump

1,10 m

  • Auto-pista (com adulto e no carona)

1,30m

  • Pêndulo Bungee Jump
  • Auto-pista (sozinho)
  • Tronco escalada
enfim
enquanto
então
entretanto
eventualmente
igualmente
inegavelmente
inesperadamente
mas
outrossim
pois
porquanto
porque
portanto
posteriormente
precipuamente
primeiramente
primordialmente
principalmente
salvo
semelhantemente
similarmente
A escalada não estava aberta por causa das restrições que a pandemia do Novo coronavirus impôs.

Conclusão: Vale a pena visitar o Parc Magique? O parque de diversões do Le Canton?

Eu sou da teoria que tudo vale a pena quando a alma não é pequena. De fato, o parque é uma excelente opção para as crianças de todas as idades.

Além disso, em função do fim do mundo que estamos vivendo, não existe mais a dúvida se vale ou não a pena vir pro parque apenas para passar o dia sem estar hospedado no resort pois o parque está exclusivo para os hóspedes.

enfim
enquanto
então
entretanto
eventualmente
igualmente
inegavelmente
inesperadamente
mas
outrossim
pois
porquanto
porque
portanto
posteriormente
precipuamente
primeiramente
primordialmente
principalmente
salvo
semelhantemente
similarmente
Lavínia Mazzini bateu o martelo dizendo que vale a pena!

Se você já está hospedado por aqui, aí super vale a pena curtir o parque. Nós ficamos 3 noites e conseguimos ir. Fique atento que o parque não está funcionando todos os dias. No nosso caso, chegamos no domingo a tarde, na segunda-feira ele não abre, sorte que tínhamos a terça-feira para ir, e viemos embora na quarta-feira (que ele também não abre).

Nossos primos Alexandre, Lavínia e Lucas foram embora na terça-feira, logo após a ida ao parque, então também existe essa possibilidade.

Quando tudo isso passar, quando o parque abrir para não hóspedes e você quiser uma opinião se vale a pena sair da cidade do Rio de Janeiro para passar o dia aqui e depois voltar eu acho que não vale porque a estrada é bem perigosinha e tem pedágio.

Aí nesse caso eu realmente recomendo se hospedar no Le Canton. Essa experiência foi incrível, pois o resort tem outras inúmeras atividades que valem muito a estadia (que depois vou contar em outro post).

Dica de ouro:

Você sabia que os hóspedes do Hotel Magique possuem acesso gratuito e ilimitado ao parque? Eu não sabia. Esse hotel fica mais distante das piscinas e dos restaurantes, mas uma van leva e traz os hóspedes do Hotel Magique para o Hotel Village e vice-versa. A distância entre os dois é de aproximadamente 350 metros.

Sobre os banheiros do parque: como ficamos apenas 2 horas aqui não fomos. Vimos as placas e até me deu curiosidade para saber se os banheiros eram medievais também. Kkk

Sentiu falta de alguma informação? Deixe nos comentários.

enfim
enquanto
então
entretanto
eventualmente
igualmente
inegavelmente
inesperadamente
mas
outrossim
pois
porquanto
porque
portanto
posteriormente
precipuamente
primeiramente
primordialmente
principalmente
salvo
semelhantemente
similarmente

Veja outros destinos adequados para criança no RJ:

O que fazer em Penedo-RJ em 1 dia  

Descubra 10 destinos brasileiros para viajar em família!

O que fazer em Paraty, a Veneza Brasileira

10 lugares mais visitados do Brasil

Turismo no Rio de Janeiro: A cidade mais famosa do Brasil continua de braços abertos para te receber

O que fazer em Ilha Grande- RJ: veja aqui como chegar, onde ficar e onde comer.

Você também poderá gostar:

ABC dos Viajantes – Estúdio Harry Potter em Londres

Norma – Viaje com Norma – Beach Park em Fortaleza, insano é não conhecer

Viajando com a Cintia – Parques de Orlando

Recadinho final:

Antes de me despedir, relembro apenas que a melhor forma de ajudar esse blog a manter-se vivo é usando os links que disponibilizo para fazer as suas reservas (é o que eu uso nas minhas viagens). Para você é exatamente igual e não paga mais nada, mas para gente faz total diferença. Nomeadamente:
reservar passeios pelas cidades pelo site Civitatis; reservar hotéis no booking através deste link; fazer Seguro Viagem pela Seguros Promo (os leitores do Blog elizabethwerneck.com têm 5% de desconto); 
Muito, muito obrigada. 

Grande beijo,
Elizabeth Werneck e família.