Destinos turísticos para viajar no Réveillon

Que ano de 2020 foi esse, hein? Enquanto algumas pessoas estão prontas para seguir em frente (e nunca mais falarão sobre este ano), outros ainda não chegaram a um acordo sobre isso. Mesmo assim, todos nós devemos cumprimentar uns aos outros com um tapinha nas costas por termos passado todos os 12 meses e chegar ao fim como um campeão.

A celebração da véspera de Ano Novo deste ano será diferente, onde festanças barulhentas e aglomerações deliciosas darão lugar a jantares mais calmos, com pouquíssimas pessoas e se possível, ao ar livre.

Cumprimento politicamente correto em tempos de pandemia

Eu adoro viajar no réveillon. É o período do ano que tenho oportunidade por causa do trabalho e então aproveito para emendar com parte das férias.

E como eu disse no texto sobre cores para o reveillon e as sugestões de destinos e os signos, o brasileiro é simplesmente o povo que mais ama e leva a sério o réveillon de todo o mundo.

Em anos anteriores, Copacabana recebia quase 3 milhões de pessoas na festa de réveillon. A queima de fogos tinha duração de cerca de 20 minutos. Foto: Ingrid Lima.

Dessa forma, mesmo que não seja igual, vale muito a pena passar a virada do ano no exterior pelo menos uma vez pra ver como é.

Um ponto importante a ser considerado é que pelo menos aqui no Brasil, os lugares praianos estão bem mais caros, então muita gente desanima de viajar.

E por outro lado, em muitos países esse período não tem grandes diferenças de hospedagem, ou se você se organizar com muita antecedência, pode até ficar mais barato!

Você já ouviu falar da árvore da gratidão? Vi essa árvore quando passei um Réveillon na Costa Rica, América Central.

Esse ano é totalmente atípico, e não aconselho, nesse momento, a sair do Brasil. No entanto, como viagens internacionais demandam certo planejamento a médio prazo, um ano se organizando é o ideal. Eu mesma já estou pensando no próximo Réveillon que seja possível viajar sem pensar em pandemia. Não custa nada sonhar! #vemvacina

Reveillon em Sidney, Australia é um dos mais famosos do mundo. Foto do site: Viaje conectado

Reserve o seu hotel através desse Blog! Dessa forma você ajuda o site a se manter.

Escolha sua passagem de reveillon pelo melhor buscador de passagens aéreas;

Contrate um seguro viagem por aqui e comece o ano novo com o pé direito.

Então em primeiro lugar vou falar sobre os reveillons que valeram muito ter passado no Brasil, foram poucos os lugares, pois como eu tinha casa de veraneio na região dos Lagos eu nunca ia pra outro lugar.

1- Réveillon em Cabo Frio, região dos Lagos, Brasil, América do Sul

Cabo Frio foi o reveillon mais frequentado por mim. Devo ter passado uns 15 anos direto.

É muito bom. Tem show na praia gratuitamente, com bandas famosas, além dos músicos locais e a maravilhosa e super tradicional queima de fogos de artifício.

Queima de fogos em Cabo Frio. Esse show pirotécnico é a maior atração do réveillon na cidade. Foto: site Eliseu Pires

A estrutura do evento conta com banheiros químicos, som de alta qualidade, telões e um mega palco.

Reveillon em Cabo Frio. Foto do G1

Próximo a Praia do Forte (praia principal de Cabo Frio) existem diversos bares e restaurantes, com destaque para a região do Canal, então tinha ano que a gente reservava algum lugar agradável para jantar mais cedo, e já ficava na rua para a virada, ou jantávamos em casa e depois saíamos.

2- Réveillon em Búzios, Rio de Janeiro, Brasil, América do Sul

Nesse ano passamos a virada na PRIVILÈGE BÚZIOS. É uma “balada” da cidade de Juiz de Fora, e durante a temporada de verão ela se muda para Búzios.

Imagem retirada do site da Privilege

A gente pagou o ingresso que era all inclusive (bebidas e comidas incluídas), além de shows e muita gente animada (não era muito o nosso caso porque estávamos sentadas, Hahaha)!

Fomos há muitos anos atrás, e dizem que atualmente essa festa de Réveillon continua cada vez melhor e famosa.

Para saber mais, acesse o site da atração.

Mesmo que você não queira entrar em alguma festa privada, as ruas de Búzios ficam muito animadas, então ainda assim compensa passar por lá.

Pela Rua das Pedras! Principal ponto turístico de Búzios depois das lindas praias.

3- Réveillon em Bangkok, Tailândia, Ásia

Foi meu primeiro réveillon no exterior e gostei tanto, que depois dele nunca mais deixei de viajar nesse período.

Foto retirada do site Amazing Thailand

Como a Ásia é muito distante aproveitei para tirar uns dias de férias e dar um giro pelo sudeste asiático, como Camboja, Vietnam, Laos e voltar pra Tailândia para curtir suas praias esplendorosas.

Se Bangkok já tem fama de ser festeira durante o ano todo, claro que no réveillon não poderia ser diferente.

Se você tiver a oportunidade de vir pra cá nessa época não hesite, você vai adorar, principalmente porque durante esse período o clima é ótimo. Apesar de ser inverno, a temperatura é propícia para visitar as praias e não chove, sem risco de pegar monções.

Bangkok é uma cidade bastante democrática em relação a orçamento e atrações.

As opções começam gratuitas com festas na rua (que foi o meu caso) e até o céu é o limite $$$$.

Por aqui você encontra festa de réveillon em hotéis super glamourosos, cruzeiros com jantar incluído pelo rio Chao Phraya, eventos em baladas dançantes, em restaurantes (incluindo os bares nos rooftops), festas em casas particulares, etc.

Pelas ruas de Bangkok na noite de Réveillon.

Como em qualquer lugar muito turístico, se você quiser passar o Ano Novo por aqui em alguma festa em hotel bacana ou fazendo um cruzeiro com jantar é muuuuito importante reservar com certa antecedência, porque as vagas esgotam rápido.

Mas se você não quiser investir nisso, pode fazer o que eu fiz: jantei em um restaurante perto da animação e depois fiquei por ali celebrando um pouco.

Dica de Ouro: A RamButtri Road é uma pequena rua bem pertinho da insana e super famosa Khaosan Road, em Bangkok. Por ali estão os restaurantes mais charmosinhos. Nosso jantar de Réveillon foi aqui.

Lembrando que além da festa ocidental do 31 de dezembro existe ainda uma outra comemoração na Tailândia chamado Ano Novo Tailandês (Songkran), do dia 13 ao dia 15 de abril, de acordo com o calendário Budista. Esse mesmo evento também acontece no Laos, Myanmar e Malásia.

Ano Novo Tailandês, que ocorre em abril, chamado também de Festival das Águas. Foto retirada do site Holydayme

3.1- Reveillon na Kao San Road, Bangkok

Se você já pesquisou sobre visitar Bangkok com certeza já ouviu falar dessa rua.

Aqui é uma festa super animada com muita gente do mundo inteiro bebendo e dançando.

Na verdade, gente bebendo e dançando ocorre durante o ano inteiro por aqui, mas nesse dia em específico a galera está mais feliz, bebendo mais e dançando mais. Hahaha.

Khao San Road no Reveillon- A Rua Mais Louca e Procurada de Bangkok

O legal é que quando a gente viaja para o reveillon você faz turismo até o último momento do ano velho! Nesse dia passeamos pelos arredores de Bangkok e visitamos 2 mercados super exóticos, que eu contei em outro texto.

Assistindo um show de artistas (e músicas) em Tailandês no Reveillon em Bangkok, Tailândia.

Fiquei um pouco por ali depois da virada e já fui dormir, pois no dia seguinte eu tinha um passeio!

4- Réveillon em Roma, Itália, Europa

Que medo eu tinha de visitar a Europa no inverno, gente! Já tinha visitado Nova York uma semana depois do ano novo e foi desesperadamente frio. Achei que iria ser assim, mas me surpreendi super positivamente. Achei a temperatura de Roma no réveillon muito mais agradável, ficou entre 4 e 10 graus (positivos).

Fazendo graça pelas ruas, no Reveillon em Roma, Itália!

Estávamos voltando de Israel e fizemos um stopover aqui em Roma. Não sabe o que é stopover? Leia esse texto aqui.

Aqui nem me importei em vestir branco, eu queria era estar aquecida (acho que foi o único reveillon que eu não estava de branco ou de prata).

Minutos antes da Virada do Ano Novo em Roma, Lácio, Itália.
Mas no dia seguinte comprei um casaquinho branco! Agora pode vir Réveillon abaixo de zero que estou vestida com as cores que eu gosto. Foto tirada num Anfiteatro Romano em Pompeia, Campânia, Itália.

Por aqui teve queima de fogos de artifício perto do Coliseu e, apesar de ser bem menos fogos do que nós brasileiros estamos acostumados foi muito incrível, inesquecível e maravilhoso.

Roma estava lindamente decorada para o Natal e festas de fim de ano, que deu um toque mágico.

Então por aqui jantamos, e depois compramos proseco para beber (bebida nacional, sempre!) e comemorar lá na praça do Coliseu.

Jantando no restaurante na Via Corso Vittorio Emanuele II
Adoro lugares onde eu posso beber bebida alcoólica nas ruas. Fique atento com isso. Em boa parte das cidades dos Estados Unidos, por exemplo, é proibido beber e até mesmo carregar bebidas alcoólicas aparentes na rua. Isso quer dizer que as garrafas devem sempre estar em sacolas de plástico não transparentes ou enroladas em papel. África do Sul também é proibido beber na rua.

Uma coisa que me conquistou completamente aqui foi que todas as atrações estavam abertas. Ou seja, se você passa o reveillon no Brasil, ao meio dia de 31/12, todas os comércios fecham e todo mundo vai se preparar para a noite. Aqui tudo funcionou como um dia absolutamente normal (não é feriado). E pra quem está fazendo turismo (como eu), não perde tempo com as atrações fechadas pois o comércio está todo aberto até às 18 horas. Top, né?

Fontana de Trevi, minutos antes do Ano Novo surgir. Roma, Itália.

Depois dos fogos, demos um tempinho por ali celebrando e pegamos o metrô para chegar no hotel (pois nesse dia o metrô fechava às 2:30 da manhã).

Adoro esse gif que o Google fez com as minhas fotos. Reveillon em Roma, Itália

Muita gente se organiza para assistir à missa na Basílica de São Pedro ministrada por nada mais nada menos que o Papa. É necessário solicitar ingressos (para assistir sentado do lado do dentro), ou assistir no telão na Praça São Pedro.

Atenção: Metrô aberto das 05:30 do dia 31/12 às 2:30 do dia 01/01. Depois o metrô abre apenas às 8:00 do dia 01/01.

Metrô no dia do Réveillon, em Roma. Completamente lotado.

Outros transportes públicos em Roma como ônibus, bondes e trens: em 31/12 o serviço se encerra por volta das 21h e retorna às 8:00 do dia 01/01.

Lembrando que o trânsito de Roma já tem fama mundial de ser caótico, então nesse dia fica pior. Aconselho você a não contar com isso durante esse período, então escolha um hotel bem localizado caso seja necessário andar pra chegar.

E no dia seguinte fizemos um ótimo city tour por Roma. Até tivemos a oportunidade de visitar o Coliseu de graça. Fique ligado: Alguns museus e atrações pela Europa possui um dia do mês entrada franca. Em Roma, por exemplo, a entrada grátis no primeiro domingo de cada mês contempla: o Coliseu, Fórum Romano, Museu Vaticano (nesse caso existe uma exceção, a gratuita do Museu é no ultimo domingo do mês), Galeria Borghese e Castel Sant’Angelo.

Já visitei o Coliseu em outra oportunidade. Dessa vez não animamos porque a fila estava grande. Mas aproveitamos a entrada franca no Fórum Romano.

5- Réveillon em Playa del Coco, na Costa Rica, Região de Guanacaste, América Central.

Oceano Pacífico e o último pôr do sol do ano velho.

Nessa viagem eu quis alinhar uma praia (que fosse mansinha, já que a Costa Rica tem fama de ter praias propícias para o surfe) e que ficasse próxima a fronteira da Nicarágua, porque eu queria fazer um bate e volta pra lá e visitar outro país.

Qual foi o melhor Bate e volta de um país pro outro que você já fez? O meu acho que foi esse. A Nicarágua ganhou meu coração. Contei tudo aqui.

Contei mais sobre a pesquisa que eu fiz para achar a praia perfeita na Costa Rica aqui.

Como diz a música do poeta: “Quando a gente fica em frente ao mar, a gente se sente melhor”. No último dia do ano velho, Costa Rica, América Central.

Consegui alcançar minhas duas metas. Foi tudo de bom. A praia é super gostosa e bem animada (nada muito grandioso), mas foi muito legal curtir um Ano Novo com os Ticos (apelido dos Costa-riquenhos).

Pelas ruas movimentadas de Playas del Coco, Guanacaste, Costa Rica

Então repetimos a tradição: procuramos um lugar para jantar e depois fomos ver os fogos na areia. Foram modestos mas o clima estava super gostoso. O que mais que eu poderia querer? Curtindo uma Praia na América Central, espumante à postos, fogos de artifício e rodeadas de pessoas que eu amo.

Depois da virada ainda ficamos por ali!

Neste texto aqui contei mais detalhes sobre a nossa incrível viagem a Costa Rica, ainda bem pouco conhecida pelos brasileiros.

6- Réveillon em Belize, Ilha de San Pedro, Caribe, América Central

Lindo letreiro no Réveillon em Belize.

Outra coisa que faço muito nessa época do ano é pegar uma praia bem tranquila no final das viagens, que em regra, são super corridas.

O primeiro réveillon no mar do Caribe a gente nunca esquece.

Embarcamos um pouco antes para passar o Natal na casa dos nossos primos em Forth Worth, Texas, Estados Unidos, depois voamos pra Antígua, na Guatemala, e passamos o réveillon aqui, em Belize. Logo depois da virada do ano novo voltamos à Guatemala para visitar as incríveis ruínas de Tikal. Por fim, mas não menos importante, rumamos à Miami encontrar nossos outros primos. Ufa! Ah, detalhe que nessa época eu estava grávida de 5 meses e aproveitei para fazer um pouco do enxoval nesse último destino antes de voltar ao Brasil.

Pegamos um monomotor para chegar a Ilha de San Pedro, Belize, América Central.

Mas voltando ao Réveillon em Belize.

No última dia do ano fizemos um passeio enorme e demorado. Visitamos ruínas Maias na fronteira com a Guatemala, praticamos esportes numa bóia por um rio subterrâneo, e foi tudo de bom.

Boiando num rio em plena selva na América Central, Belize
Último pôr do sol do ano velho em Belize, América Central.

Aí chegamos por volta das 17 horas. O concierge perguntou se queríamos jantar no hotel, que seria especial por causa do Ano Novo, nós dissemos que sim. Então fomos para o quarto, descansamos, tomamos banho, demos um tempo e quando saímos para jantar (morrendo de fome) lá pelas 22 horas….

Kkkk

…O jantar havia acabado, e estava tudo escuro. Perguntamos o que tinha acontecido e eles explicaram que o jantar foi até às 21 horas e agora a cidade inteira estava na praia, esperando a virada do Ano Novo.

Na mesma hora me lembrei do réveillon anterior, na Costa Rica, que isso quase aconteceu. Então saímos do hotel pra procurar outro restaurante. E Nada! Tudo fechando, sem aceitar novos clientes naquele horário.

Por sorte achamos um mercado aberto de um turco, então compramos algumas coisinhas para comer no quarto, e logo depois seguimos pra praia.

Reveillon no Caribe com a Iara na minha barriga. Ilha de San Pedro, Belize, América Central.

Que momento incrível! No centro da ilha tinha um palco que o apresentador narrava a contagem regressiva, e o pessoal estava muito animado. Não vi muitos turistas, tinha mais a população local. Teve fogos de artifício e música!

Nosso beijinho de Feliz Ano Novo. Nesse novo ano nossa filha nasceu! ❤️

7- Réveillon em Santiago Chile, América do Sul

Cerro Santa Lúcia no último dia do ano, Santiago, Chile
O bom de passar o reveillon em outros países é que dá pra fazer turismo até o último minuto do ano (literalmente). No maior prédio da América do Sul, no último dia do ano. Sky Costanera, Santiago, Chile.
Roupinha de Ano Novo. Santiago, Chile

Jantamos no restaurante de um dos hotéis da rede que nos hospedamos, e bem perto da hora da virada voltamos para o hotel e vimos de lá a virada do Ano.

O jantar não era propriamente durante a Virada do Ano Novo. Mas existem vários hotéis que organizam as festas e ceias bem nessa hora, como por exemplo, o hotel Plaza San Francisco, o NOI Hotels e o Hotel W.

Já ouvi falar que a queima de fogos na cidade é proibida, por isso você quase não vê pessoas soltando fogos. Pelas informações colhidas, o melhor lugar para ver a queima de fogos organizada pelo setor de turismo da cidade é na Torre Entel, onde as pessoas se reúnem na frente do Palácio de La Moneda, na Avenida Alameda. Além dos fogos de artifício, ocorrem shows com música ao vivo. Como era o primeiro Ano Novo da minha bebê, não quisemos ir para essa aglomeração. Se você estiver “na pilha” de ir oriento chegar cedo, porque dizem ser muito lotado.

Ah, e o principal: Compre um espumante (local) para festejar e brindar a chegada do Ano Novo. Esse evento pelas ruas de Santiago dura até tarde e é de graça.

Compramos na própria Vinícola Undurraga. Recomendo esse passeio.

Muitas coisas ficam fechadas no primeiro dia do Ano, então se organize e procure informações. Nós tentamos visitar o incrível (e super distante) Templo Baha’i em Santiago, mas estava fechado. Perdemos a viagem.

Ótima dica de turismo em Santiago: Templo Bahai. Conheci essa Fé em minha visita à Índia. Foto da Wikipedia

Muitos turistas e pessoas locais passam a virada de ano novo na praia, pois a queima de fogos é mais bonita. As cidades costeiras de Valparaíso e Viña del Mar, localizadas a cerca de uma hora e meia de Santiago, são boas opções para você aproveitar uma virada do ano bem alto astral, e como todo brasileiro gosta, à beira-mar.

Eu já tive a oportunidade de visitar as cidades costeiras, no Oceano Pacífico, de Viña del Mar (esta da foto) e Valparaiso, em outra viagem ao Chile.

8- Réveillon em Singapura, Ásia

Almoço no último dia do ano, no icônico Hotel Marina Bay Sands, Singapura.

Foi o Réveillon passado, e eu acho que foi o melhor até hoje! O lugar completamente lotado, e na hora de ir embora tudo super organizado para se retirar do recinto.

Foto retirada do site Honey Combers

Outra coisa que eu achei super legal e eu nunca tinha visto (minha amiga que passou o réveillon na Austrália disse que teve lá também), foi uma contagem regressiva antecipada com fogos e tudo. Isso acontece porque como existem famílias com crianças pequenas, que pode não conseguir ficar até a hora da virada, tem a chance de pegar a magia dos fogos antes de ir embora.

A celebração de Ano Novo em Singapura foi inesquecível, com exibições de fogos de artifício, Monitores luminosos, shows de luzes de led e drones fazendo coreografias iluminaram a nossa virada. Acredito que tenha celebrações de fim de ano em toda a ilha, no entanto, o Marina Bay Singapore Countdown é uma das maiores celebrações da cidade.

View from Merlion Park
Image credit: @marinabaysg

De onde assistimos ao espetáculo de fim de ano, próximo à baía de Singapura, estava tendo também uma feirinha com comidas, bebidas e parquinho. Que lugar incrível! Tudo muito seguro e organizado. Achei super familiar e me senti muito bem.

No Réveillon em Singapura, a Cidade Estado mais incrível do mundo.

E aí, pessoal? Vocês já passaram o réveillon em algum lugar internacional? Aonde vocês me recomendam?

O pessoal do Blog Ouse Viajar passou um Réveillon inesquecível em Buenos Aires, Argentina e contaram detalhes aqui. Recomendo a leitura.

Listas Top Outros

8 comentários Deixe um comentário

  1. Adorei o post! Quantos lugares lindos você já passou o réveillon, amei as dicas e fiquei com vontade de conhecer Singapura. Que em 2021 possamos viajar tranquilamente! #vemvacina

  2. Quantos lugares lindos! É tão legal ver como é o ano novo nas outras culturas, né? Adorei o post e aumentou ainda mais minha saudade de viajar rs

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: