Escondida próximo aos Andes, Mendoza na Argentina é uma cidade imperdível para os amantes do vinho, da boa comida e da natureza. Pouca gente sabe, mas ela é considerada a capital do vinho, uma vez que é uma das maiores produtoras mundiais, sobretudo do vinho Malbec. São várias vinícolas famosas como Catena Zapata, Familia Zuccardi, El enemigo, Trapiche, dentre outras. Descubra nesse artigo o que fazer e quando ir para Mendoza, Argentina.

Leia também:

Booking.com

O que fazer e quando ir a Mendoza, Argentina

Como chegar: Vôo comercial, jatinho ou voo fretado?

Se você pensa em alugar ou comprar jatinho para viajar, pode adicionar a cidade em suas rotas, pois há um moderno (embora pequeno) aeroporto em Mendoza com voos regulares.

Vôos fretados são mais difíceis de se conseguir devido a distância, mas existem bons voos comerciais. Um dos aeroportos que fazem a rota com frequência é o aeroporto internacional de Guarulhos, mas alguns aeroportos do Sul também fazem esse trajeto, saindo das capitais.

Dicas de viagem para beber vinho em Mendoza

Se você quer saber o porquê de Mendoza ser tão especial a resposta está na natureza e na tecnologia que andam de mãos dadas.

Ou seja, a enorme variação térmica, entre as gostosas noites friazinhas e os belos dias de sol faz com que a uva para os vinhos amadureça de forma gradual. E isso é excelente para a qualidade do vinho, pois mantém a acidez. Isso quer dizer que essa acidez do vinho é muito responsável pela deliciosa sensação de frescor do vinho. Ou seja, quando bebemos um vinho, o sabor ácido dele desequilibra o pH da boca, e a consequência é ativar a salivação. Então quanto mais a nossa boca salivar e quanto mais durar essa salivação, é maior o nível da chamada acidez do vinho.

Quais uvas tem em Mendoza?

As variedades das uvas cultivadas em Mendoza são:

Malbec (você sabia que Mendoza possui cerca de 20% do total de uvas Malbec plantada na Argentina?)

Bonarda,

Cabernet Sauvignon,

Syrah;

e Tempranillo,

CHARDONNAY

Você não precisa viajar para Mendoza para beber os melhores vinhos. Compre na Amazon vinhos de Mendoza

Veja várias dicas interessantes para o antes e o durante a sua estadia nessa cidade:

Reserve tudo com antecedência

Se você quer evitar surpresas de última hora, saiba que Mendoza é super turística e só funciona basicamente através de reservas. Ou seja, se você não se programar com antecedência você vai ficar de fota daquele passeio top, que você tanto queria fazer.

E essa reserva com antecedência é pra tudo: vai desde hotéis, restaurantes e claro, os passeios nas vinícolas. A forma mais prática fazer sua reserva é através dos sites das empresas, mas vale e-mail também, até para ter tudo documentado.

Se você não tiver reserva com antecedência para os passeios, sempre se pode contratar um tour, seja recomendado pelo hotel, ou em uma agência de turismo local.

Dica importante: se estiver em viagem de lua de mel ou de casal, programe tudo com antecedência para não causar discórdia.

Quando ir a Mendoza, Argentina – Melhor época para visitar Mendoza:

É possível visitar Mendoza em qualquer época do ano então vai depender qual é a sua intenção durante a viagem. Saiba que as vinícolas em Mendoza vão estar abertas para degustação e visitação durante todo o ano.

O que fazer e quando ir a Mendoza, Argentina

Se você for para Mendoza, Argentina no verão:

Durante a estação de verão (que vai de dezembro até fevereiro) as parreiras de uva estarão carrregadinhas. É a coisa mais linda de se ver. Você consegue fazer piquenique entre as plantas e experimentar as frutas do pé!

Lembre que dezembro e janeiro é alta temporada e o calor estará proibitivo (podendo chegar a 40°C).

Bem no finalzinho de fevereiro inicia a colheita das uvas brancas, e no meio do mês de março é a colheita das uvas para vinho tinto.

Por ser alta temporada e uma época super animada em Mendoza, costuma ser um pouco mais caros os serviços.

Recomendo programar a viagem a Mendoza para o fim do Mês de março, que é final do verão. Aí é legal reservar um hotel delícia com piscina para você descansar e se refrescar depois que voltar dos passeios.

O que fazer e quando ir a Mendoza, Argentina

Vindima em Mendoza, Argentina acontece no verão:

A vindima é a colheita da uva, que vira uma super festa nas vinícolas. Num sentido mais amplo a vindima engloba o período entre a colheita das uvas e vai até o inicio da produção do vinho.

Dessa forma, saiba que a vindima em Mendoza ocorre no primeiro sábado do mês de março. É um evento super folclórico misturando turistas e locais, e pode ser uma época legal de visitar a cidade, se você gosta de animação máxima. Rsrs.

O que fazer e quando ir a Mendoza, Argentina

Se você quiser visitar Mendoza, Argentina no inverno:

O inverno em Mendoza começa em 21 de junho e termina no dia 22 de setembro. Ah, o inverno! Pra mim essa estação do ano só serve para beber boas taças de vinho.

Mas será que existe alguma desvantagem de se visitar Mendoza no inverno? Depende, se você se importa com paisagens com lindas folhinhas verdes no inverno você não vai encontrar. A paisagem é só galho seco, saindo fumacinha, sem folha.

As temperaturas mínimas no inverno em Mendoza chegam bem próximo de 0°C, e a média do inverno é por volta dos 10°C.

Muita gente gosta de viajar para Mendoza no inverno pois combina Mendoza com outro destino de inverno da Argentina, como por exemplo Bariloche ou Las Leñas.

O que fazer e quando ir a Mendoza, Argentina

Que roupa levar para Mendoza, Argentina:

No calor leve roupas leves e vestidos. Não esqueça chapéu e protetor solar. Pois aqui faz muuuito calor mesmo, média de 32 graus, até 35 em alguns passeios. Por isso, não esqueça de bermudas, chapéus e coisas do tipo na mala.

Já no inverno roupas quentes, toucas e luvar. Eu adoro aqueles casacos que chamo de Casaco bola, ultraleve. Tipo um casaco que quando você dobra, fica muuuito pequeno na mala. Veja

O que fazer e quando ir a Mendoza, Argentina

Hospede-se nas vinícolas

Se você quer ter uma viagem realmente inspiradora e diferente, saiba que as vinícolas de Mendoza são grandes estrelas no turismo da cidade. Para aproveitar bem a visita é preciso fazer uma boa programação. Por isso, se você quiser se hospedar em alguma, saiba que são verdadeiros resorts com passeios, jantares, almoços, e até banho de vinho em alguns casos. No caso de visitas nas outras, o legal é sempre agendar as visitas, já que elas possuem horários limitados para receber os visitantes – principalmente as que são mais disputadas.Claro que é humanamente impossível conseguir conhecer todas em apenas uma viagem. Uma boa ideia é pesquisar e optar por quatro ou no máximo cinco, já que em cada uma delas você vai beber pelo menos umas três taças.

Quando for visitar as vinícolas, aproveite para agendar um almoço na vinícola. A experiência é bem satisfatória e, geralmente, as cozinhas são comandadas por excelentes chefs locais e internacionais.

Se você gosta de luxo e conforto, os melhores locais em Mendoza são: Park Hyatt Mendoza Casino & Spa e Diplomatic Um hotel muito bem recomendado nos sites de viagem,com o melhor custo-benefício é o Casa Lila.

Leia também: Onde ficar em El Calafate: melhores hotéis da cidade

O que fazer e quando ir à Mendoza

Viagem mais econômica? Mendoza também possui!

É possível curtir a cidade mesmo fazendo um roteiro mais econômico. Você pode se hospedar em hotéis mais simples no centro, ou mesmo em hostels. Existem também muitos espaços bacanas no Air bnb, ainda mais se você quer passar mais tempo, quer cozinhar e tal. Inclusive por ser uma cidade do interior, o preço nos mercados é bem acessível. Assim você deixa para gastar com os passeios nas vinícolas ou na natureza.

O que fazer em Mendoza e quando ir , Argentina:

Passeios de Natureza são imperdíveis também

Mendoza se destaca não somente pelo vinho e pela boa comédia, mas também por uma natureza exuberante. Alguns passeios são imperdíveis.

Termas de cacheuta –

Lugar lindo com fontes termais para relaxar durante o dia. Várias empresas fazem o passeio, te buscando na cidade, levando e devolvendo ao hotel no final do dia.

Reserva Natural Villavicencio –

possui uma incrível fonte de água mineral e fica a cerca de 50km de Mendoza. o jardim de cactos e o Hotel Termas Villavicencio, que tem seu jardim aberto para visitação.Outros pontos que compõem o tour incluem o Mirante das 365 Curvas, de onde você pode ver o alto do Camino de Las 365 Curvas, e o Mirador del Aconcagua.

Passeio da alta montanha –

nesse passeio, próximo a fronteira do chile, você tem contato com os Andes, dique de potrerillos, uma ponte natural esculpida pela natureza, além do parque aconcágua, assim em 1 dia de passeio conhece vários lugares super interessantes. Existem várias empresas que fazem essa excursão,que dura o dia todo.

Passeios pela cidade

A cidade em si também tem muitos encantos para conhecer. Uma boa pedida é fazer o city tour, para que você tenha uma visão geral e depois possa voltar onde tiver gostado mais e que queira conhecer a fundo. Alguns lugares interessantes:

Prefeitura – a praça da prefeitura é um lugar histórico muito bonito de ser visitado.

Parque General San Martín – Um imenso parque com natureza, mini lago, lugar para esportes, piquinique e uma linda vegetação. Bom para passeios de bicicleta, relaxar lendo um livro ou tomando um vinho.

Praça da Independência – nessa praça, além da história, acontecem feiras livres, com artesanato, comidas e outras coisas interessantes.

Peatonal Sarmiento – Podemos dizer que esse calçadão de Mendoza, Peatonal Sarmiento seria a lapa do Rio ou a Vila Madalena de SP. esse local oferece acesso exclusivo para os pedestres que frequentam seus bares, restaurantes e lojas de souvenirs. O mais legal é que aqui os estabelecimentos possuem a opção de fazer as refeições ao ar livre, ou seja, as mesas ficam na calçada e, assim você consegue ver e curtir a delícia do clima da cidade. Cervejarias, bons restaurantes e bares são excelentes nessa área e tem para todos os gostos.

Melhores doces do mundo: conheça 15 para você experimentar nas suas viagens

Mendoza : dicas do que fazer, o que conhecer e mais!

O que fazer e quando ir a Mendoza, Argentina

Dicas finais e conclusão sobre Mendoza, Argentina:

Bem pessoal, esperamos que tenham gostado de ficar por dentro dessas dicas sobre a cidade de Mendoza, na Argentina, essa terra encantadora de bons vinhos e boas comidas.

Se você for mas não tiver nada reservado, e não conseguir nenhum lugar em tours, mesmo assim vale a pena. Almoce num restaurante gostoso e você pode aproveitar a desistência de outros viajantes e turistas.

Impossível dar errado, você vai fazer lindos passeios pelo local (as vinícolas muitas vezes possuem mini museus dedicados ao vinho) e claro, comprar ótimos vinhos nas lojinhas das vinícolas ou nos supermercados, com preços mais baixos dos preços cobrados no Brasil.

Por fim, veja mais dicas de viagem para a Argentina e arredores e viagens para beber vinho:

1- O que fazer em Colonia del Sacramento no Uruguai, leia e fique por dentro!

2- Turismo na Argentina: Visite um dos primeiros destinos internacionais dos brasileiros

3- Vale dos Vinhedos, na Serra Gaúcha- 10 sugestões incríveis de vinícolas

4- 16 Melhores vinícolas para visitar no Brasil

5- Vale a pena fazer compras na CADEG, Benfica, Rio de Janeiro, RJ? Veja também Onde fica, Como Chegar e o que fazer

6- Bordeaux (Bordéus), França: O que fazer e onde ficar na capital do vinho!

7- Como montar uma tábua de frios

8- Conheça as diferenças entre Tapas e Pinchos

Sugestões e dicas de novos artigos podem deixar nos comentários!